Barracão Butiquim

NOTA GERAL: 4.0/5

www.barracaobutiquim.blogspot.com
Rua Antônio Justino, 438 – Pompéia – Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 3481-0624

 
Localização e Ambiente: 4/5

Localizado no bairro Pompéia, numa posição um pouquinho difícil de se chegar e ver, já que sua entrada é suficientemente camuflada dentre as casas comuns. Ainda que com a fachada de uma casa normal, sem nada que indique que ali é um bar, o local é muito simpático, simples e bem bonitinho. São poucas mesas, dispostas num quintal interno pequeno, feitas em madeira e com banquinhos baixos (que depois de um tempo são bem desconfortáveis). A decoração é bem interiorana com materiais alternativos, como as latas de tinta que suportam as árvores, e as latinhas de milho que penduram plantinhas no muro. A entrada, que lembra uma garagem de casa, fica abarrotada de objetos de artesanato à venda, ou como disse a garçonete, comporta uma pequena galeria de artes e exposições. Enfim, toda a defesa barracão dá um toque muito estiloso ao lugar. Como se encontra num local extremamente residencial, o local fecha “cedo” e preza pelo “silêncio”, para não incomodar os vizinhos.

Atendimento: 4/5

As atendentes são muito simpáticas e se parecem, dando a impressão de que há uma grande família atendendo no quintal de casa. O nosso atendimento foi deveras eficiente, porém alguns pratos demoram (e isso é avisado com humor pelas garçonetes), mas nada que uma boa noite batendo papo com os amigos não ajude a amenizar. Nossa atendente era muito brincalhona, deu abertura para uma conversa mais informal, e foi bem solícita todo o tempo. Um destaque para a arte do local, cartão, folder e cardápio, que são simpaticíssimos e dizem muito sobre a simplicidade e acolhimento do Barracão.

Gastronomia: 3.6/5

Aperitivos:

Coxinha de Frango Frita com Chutney de Banana: 5/5

De pedir sempre, e várias vezes. As coxinhas eram crocantes, salgadinhas e, infelizmente, pequenas. A pele era tão bem frita que lembrava um torresmo, e seu tempero era fascinante. O chutney era muito bem dosado e adoçado de forma não exagerada, tendo (pra deleite da nação) um papel de acompanhante, e não de ingrediente principal. Seu sabor completava harmoniosamente as coxinhas que transbordavam no tempero salgadinho, dando ao prato um gosto sem igual. Definitivamente um pedido que posso aconselhar à qualquer pessoa, sem medo de errar.

Costelinha com Quiabo Crocante na Manteiga: 4/5

Por incrível que pareça, o destaque do prato é o quiabo, e não a costela. E olhem que nem sou fã de quiabo, já que, geralmente eles são excessivamente “babados” e molengos. Não para o barracão, o quiabo na manteiga (também servido separadamente), estava muito crocante, sem NENHUMA baba e com um gosto de manteiga misturada com um molho de carnes muito gostoso. Fazer um quiabo, para aqueles que já se aventuraram na cozinha, sem nenhuma baba e devidamente crocante como este, é uma tarefa realmente complicada, que foi executada com maestria. A carne era suculenta e macia, e o molho em que todo o conjunto vinha mergulhado era simplesmente delicioso, com um gostinho suave de frango muito bom.

Batata Rostie de carne seca com catupiry e cebolinha: 3/5

Definitivamente um prato bem servido, e bem diferente. A batata era ralada e frita numa frigideira juntamente ao recheio, transformando-a numa espécie de bolo. Era uma execução saborosa e simples. A proporção de batata e recheio poderia favorecer um pouco mais o recheio, ficando às vezes uma grande massa com gosto muito estável de uma batata sem nenhum tratamento em especial. Na verdade, o que percebemos foi que a distribuição foi inconstante, ao invés do recheio ter sido somente mal dosado, criando pontos onde as proporções de carne, catupiry e batatas fossem melhor medidas. A textura da batata, um pouco mais firme, dava certa presença nas mordidas, sendo completada pelo catupiry (quando presente) mais cremoso. A carne seca estava bem temperada e bem feita, e a cebolinha era mais um enfeite da apresentação do prato que um ingrediente.

Linguiçinha com Mostarda: 4/5

O acompanhamento perfeito de uma cerveja! A linguiça estava bem salgada, possivelmente causando uma certa infelicidade nas pessoas que, desavisadas, pedissem o prato sem a intenção de tratá-lo como um petisco. Seu molho forte de mostarda amarela, servido à parte, gerava elevadas notas de sabor do conjunto que brigavam pelo destaque, ressaltando novamente a necessidade do prato de acompanhar um chopp ou cerveja. As linguiçinhas eram devidamente crocantes e saborosas, estupidamente quentes, e combinavam muito bem com o toque picante azedado do molho de mostarda.

Sobremesa:

Pedimos na verdade o Tostado de queijo canastra com goiabada ou doce de leite,  porém como não tinha mais na casa, optamos pela farofa de cookies!

Sorvete de creme com farofa de cookies e calda de chocolate: 2/5

Basicamente uma taça de sorvete decorada com biscoitos moídos e calda de chocolate. A calda era boa e os crocantes também, mas R$8,80 numa bola de sorvete é exagerar no agregado da sobremesa. Ainda que sua calda, bem cremosa e artesanal, dava uma textura diferenciada ao conjunto, faltou aqui alguma criatividade da casa que até então demostrava grande exuberância no quesito.

Custo Benefício: 5/5

Vale a pena. Come-se muito bem, de pratos variados, por um valor não tão elevado. Ainda que prezando pela simplicidade, tanto no atendimento quanto no ambiente, a casa é abarrotada de pratos criativos e gostosos que são todos muito bem feitos. Sem dúvidas nossa escolha de sobremesa estava um pouco super faturada, mas os pratos, sem exceções, valem até os centavos que custam.

Dicas:

Se você não conhece muito bem a região, vá preparado, de preferência acompanhado por alguém que já tenha ido, ou com algum mapa. Ainda assim vá, de qualquer forma, com amigos, família ou em casal. Ah! E vá com tempo para curtir. O lugar é caseiro, divertido e aconchegante, dando vontade de passar a noite tagarelando e comendo de tudo que está na carta. O problema são só os bancos, que cansam um pouco as costas.

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres
Anúncios

Uma resposta para “Barracão Butiquim

  1. Caros Eduardo e Path,
    Recebi o e-mail comunicando a indicação dos melhores de 2011 e fiquei realmente muito feliz!
    Agradeço em nome de todos pois fiz questão de ler para todos que trabalham aqui e o sentimento foi o mesmo que o meu!
    Pena que a sobremesa sugerida foi uma que colocamos na carta mais para “agradar” o público infantil (a calda é feita inclusive com chocolate ao leite)…se tivessem pedido a “raspadinha de maracujá com sorvete de creme e licor de cachaça” acho que a impressão seria outra! Tanto do custo quanto da criatividade.
    Mais uma vez agradeço em nome de todos que fazem o Barracão funcionar!!!
    Um grande abraço e sucesso em 2012!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s