Juscelino Deck Beer – Circuito Gastrô Pampulha 2011

CIRCUITO GASTRONÔMICO DA PAMPULHA 2011 – 2ª EDIÇÃO

Entre os dias 06 de setembro e 20 de novembro, a equipe do ONDEcomo cobrirá o Circuito Gastrô da Pampulha! Visitem o site regularmente para conferirem as revisões dos restaurantes participantes. Postaremos em um estilo de atualização exclusivo de circuitos e festivais sempre que visitarmos algum estabelecimento do Circuito. Caso você deseje que visitemos algum restaurante específico, deixe seu comentário ou mande um e-mail para nós no ondecomo@gmail.com!

NOTA GERAL: 3/5

Sobre o Juscelino:

O estabelecimento é bonito, amplo e com diversos ambientes. O ambiente externo é bem extenso, muito simpático, e com uma vista deslumbrante da lagoa da Pampulha. Os ambientes internos (não-fumantes), são divididos em dois. O lado mais nobre tem uma bela adega bem grande, um piano, mesas com poltronas acolchoadas e uma longa mesa que é utilizada para buffet no horário de almoço. Do outro lado você fica próximo à churrascaria, e em todo o restaurante são distribuídos televisores que passam programas diversos (além de transmitirem jogos de futebol ocasionalmente). A localização é privilegiada e o estabelecimento fornece um estacionamento próprio, ainda que este estivesse fechado no dia de nossa visita. O atendimento foi bem disforme e lento, dando a sensação de amadorismo. O chef foi muito simpático e atencioso, passando pelas mesas perguntando sobre os pratos servidos.

Gastronomia:

O Juscelino não oferece outra opção de prato, deixando seus clientes fadados à Medalha Juscelino, um problema para aqueles que tem intolerância à pimenta. Pedimos uma entrada, que chegou quase instantaneamente, já os pratos, demoraram um pouco mais, mas ainda assim vieram relativamente rápido, mostrando que a cozinha do local é eficaz (ao menos em momentos de baixo movimento).

Medalha Juscelino (medalhas de filé mignon com purê trufado e molho de 4 pimentas): 3/5

A carne veio bem passada, e não no tradicional ao ponto. Mesmo que ela não tenha vindo esturricada e dura, seu ponto deixou-a menos suculenta do que poderia estar, e não destacou seus temperos. Seu molho de 4 pimentas estava bom, porém o gosto da pimenta rosa saltava excessivamente mais à boca que as demais participantes, gerando um sabor relativamente forte e bastante enjoativo. O purê estava gostoso, bem feito, com um toque bom de trufado que, combinado com o molho da carne, elevava o sabor do conjunto; porém era pequeno, assim como as porções de carne. Na verdade tudo estava num volume deveras reduzido que só nos foi suficiente porque pedimos um petisco como entrada. A textura do purê, que levava um pouco de queijo, acompanhada da carne era sensacional, e a apresentação do prato mostrava um cuidado do estabelecimento em criar algo também agradável aos olhos.

Dicas:

Vá com amigos, preferencialmente num dia mais ameno, fique na área externa e tome um bom chopp gelado, acompanhado por petiscos. Como a casa não oferece outra opção de pedido para o festival, não existem muitas dúvidas para o prato principal, mas aconselho que dividam uma entrada de sua preferência para compensar o pequeno volume do prato.

post and review by Eduardo Boaventura e Path Tôrres 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s