Saatore Ristorante

NOTA GERAL: 3.7/5

www.saatore.com.br
Av. Álvares Cabral, 1181 – Lourdes – Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 3339-3180

Localização e Ambiente: 5/5

Num local de extremo fácil acesso, a única desvantagem do restaurante é a ausência de possibilidades de estacionamento nas proximidades, mas nada que a opção de deixar seu veículo com o manobrista não resolva. Seu ambiente é simplesmente encantador. As mesas enormes circundadas por mesas menores formam uma área que, além de bem composta e bem distribuída, atende a vários perfis de clientes (tanto famílias inteiras quanto casais, grupos de amigos, colegas de trabalho e etc). As lâmpadas individualmente penduradas no teto dão um charme a mais ao lugar, que poderia ser chamado de interiorano, porém remete muito mais à instalação de uma vernissage, tamanha a simetria e organização das linhas. As cores do local combinam entre si, e os quadros e elementos italianos completam o restaurante sem deixá-lo demasiadamente “emperequetado”. Para completar a decoração, a tradicional parede de pratos enfileirados do Saatore deixa o local ainda mais simpático.

Atendimento: 4/5

O atendimento foi bem gentil, simpático e em certos momentos até mesmo brincalhão. Não havia exclusividade de garçons, então sempre podíamos interceptar o atendente mais próximo, sem ter qualquer peso na consciência. Pegamos uma mesa um pouco isolada, bem no canto do restaurante, acobertada por um par de pilares, e ainda assim, com toda a desvantagem da logística aplicada ao setor, todas as nossas solicitações, tais como bebidas, copos, queijo, gelo e etc, foram atendidas rapidamente. Apesar disso, existiu uma certa demora da cozinha em relação aos pratos.

Gastronomia: 3.3/5

Como já foi dito, os pratos demoraram para serem servidos, e a casa não estava cheia para justificar alguma lentidão no processo, porém é importante ressaltar todos eles foram muito bem preparados e devidamente apresentados.

Entrada:

Couvert (pães italiano e ciabatta, pasta de queijo, manteiga e azeitonas recheadas): 2/5

Um prato simples demais. Era somente uma cesta de pães, gostosinhos e sem criatividade, acompanhados por um creme de queijo, manteiga e azeitonas recheadas. Uma combinação sem dúvidas eficaz, mas demasiadamente simples. Uma entrada que, convenhamos, pode ser feita na tonelada, ser deixada pronta e ter como dificuldade de preparo apenas dispor os itens nos respectivos potinhos. Um couvert que faltou e muito na criatividade, e que ainda deixa a indagação, afinal, por que uma entrada que certamente já estava pronta demorou tanto para ser servida?

Pratos principais:

Medalhões flambados ao conhaque e laranja com arroz ao molho e pimenta verde: 3/5

O ponto dos medalhões estava bom, porém as medalhas eram bifes, não tendo a devida espessura para realmente cumprir o que prometem. O preparo era excelente, mas o destaque ficava por conta do arroz que, extremamente bem dosado, completava todo o conjunto com maestria. O toque de conhaque e laranja foi algo excessivamente sutil, podendo ser mais pesado e presente no prato. O conjunto então ficou mascarado pelo sabor da pimenta e da carne.

Parpadelle dello chef com creme de salmão: 4/5

A massa era bem suave, completada pelo gosto forte de salmão. O parpadelle estava um pouco fora do ponto, o molho simples era bem saboroso e tinha um suavíssimo toque cítrico que caía maravilhosamente bem com o peixe. O molho dava um toque cremoso, contrastando com a fibrosidade e textura extremamente tenra do salmão disposto em pequenos cubinhos, e finalizando com a maciez do parpadelle. Ia muito bem com o queijo ralado que, apesar de não ter sido ralado na hora, era de qualidade e tinha presença, trazendo um pouco do toque salgado que faltava para compor o prato com a sensação de algo levemente cítrico.

Sobremesas:

Pêra degli saatore com cobertura de chocolate: 4/5

Era realmente uma pêra inteira, descascada e resfriada, que estava muito boa, com uma cobertura de chocolate amargo sensacional e um chantilly de supermercado, totalmente dispensável. O modo com o qual a fruta foi preparada deixou o sabor muito presente, com uma textura firme, combinando muito bem com o chocolate mais pastoso, e combinaria excepcionalmente bem com um chantilly bem dosado e minimamente bom, detalhe que infelizmente deixou a desejar.

Petit gateau: 3/5

A disposição dos ingredientes no prato, e o próprio prato, eram muito simpáticos, ainda que eu prefira quando os desenhos decorativos são feitos à mão com algo comestível, como uma calda de chocolate. Na verdade, ambas as sobremesas eram muito bem apresentadas. O problema aqui foi no preparo, que deixou o bolinho num estado mais sólido, provando que ele com certeza assou mais que deveria. A calda, depositada sobre o petit gateau, era amarga e presente, como a da pêra, ajudando a mascarar um pouco o ponto errado do bolo. A quantidade era pouca, ele podia ser servido numa temperatura mais atraente (estava morno) e com mais calda no topo, ainda que se no ponto correto, a calda não teria um papel tão relevante quanto o atingido aqui.

Custo Benefício: 3/5

O Restaurante prioriza o ambiente e o atendimento, tornando a experiência de comer no Saatore algo que vai muito além de uma simples degustação. Os pratos são relativamente caros, porém esbanjam no sabor e no cuidado do preparo, além de virem em boa quantidade. Uma opção que pode facilitar no orçamento são os pratos executivos, acompanhados do couvert, servidos de segunda a sexta durante o almoço.

Dicas:

Não importa muito se você vai sozinho ou acompanhado, mas vá com bastante tempo, sabendo que o foco do restaurante NÃO está na agilidade de servirem os pratos. Desfrute de um ambiente, de um atendimento e de uma boa gastronomia combinados num único lugar, fatores que ajudam muito a passar o tempo completando a experiência de um restaurante.

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres
Anúncios

Uma resposta para “Saatore Ristorante

  1. Eduardo, estive no Saatore duas vezes e minha impressão foi bastante parecida com a sua: couvert simples demais, pratos medianos e petit gateau assado demais. Na ocasião em que o pedi até achei que tinha sido azar e que eles tinham esquecido no forno, mas parece que não…
    De toda maneira, excluindo-se o couvert e a sobremesa é uma opção para quem quer um lugar bem tranquilo, mesmo domingo na hora do almoço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s