Yukusue

NOTA GERAL: 2.4/5

www.yukusue.com.br
Rua Espírito Santo, 1972 – Lourdes – Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 3318-2249

Localização e Ambiente: 2/5

O Yukusue tem localização privilegiada e movimentada. Como não é no centro dos bares da região, mas se encontra em uma rua de extremo movimento, o local é tão fácil de parar a noite quanto é horrível de parar durante o dia. A casa tem uma fachada bonita, porém seu letreiro de improviso e o deck externo não utilizados atrapalham, e muito, o visual. Internamente a casa retém um cheiro forte de peixe que chega a ser desagradável, no entanto, após alguns minutos se habituando com o odor, você passa a se incomodar com o barulho das conversas no restaurante. Como o ambiente é reduzido e completamente fechado, o tradicional zumzumzum das conversas se transforma numa gritaria que incomoda. Quanto à decoração interna, essa sim é de muito bom gosto, com madeira escura, alguns elementos em cores quentes, e uma parede de pedra muito nobre, com certo movimento nos desenhos que lembravam uma escama de peixe (mesmo que isso não tenha sido intencional).

Atendimento: 2/5

Existem garçons suficientes, sim, porém não sei se é a distribuição fragmentada do lugar, as pilastras ou qualquer outro fator que tornou o atendimento lento, pra não falar quase parando. A casa estava cheia, e isso realmente pode dificultar o trabalho, mas nada que justifique os garçons ignorarem vigorosos acenos ou chegarem ao cúmulo de virarem a cara no meio de um pedido para fazerem outra coisa. Por outro lado, a cozinha surpreende, entregando os pedidos dinamicamente numa velocidade bem agradável.

Gastronomia: 3.0/5

Gyoza: 5/5

Maravilhoso. Até ouso dizer que é um dos melhores gyozas que já comi. O molho não fede tanto quanto o tradicional, mas ainda assim mantém o sabor único do molho do gyoza. Sua massa estava impecável, apesar de não ser somente assada e selada na gordura para adquirir uma consistência e cor diferenciada, e sim ser assada e depois completamente frita. O recheio era bem ponderado e marcava cada mordida sem deixar de dar espaço ao molho mais suave e à massa mais texturizada. Ah! Claro, a temperatura também estava ideal, sem deixar o prato morno demais como em algumas ocasiões.

Combinado de salmão: 2/5

O salmão era bom, com um pouco do sabor de pescado mais incomum ao peixe. As fatias de sashimi, grande maioria do combinado, eram excessivamente pequenas, atrapalhando um pouco o sabor e textura ideal que deveriam ser atingidos pelo peixe. Na verdade, ainda que a porção satisfaça, o tamanho geral das peças é reduzido. A variedade de opções dentro do combinado é pequena, não variando muito nem saindo do padrão tradicional das peças normalmente encontradas. O arroz do restaurante não leva muito do toque agridoce maravilhoso do arroz japonês, e é extremamente prensado, deixando o conjunto duro e ruim de se morder.

A raiz forte era presente e idealmente dosada e, para nossa surpresa, o prato não vinha com as tradicionais conservas de gengibre. Mesmo que seja apenas um único peixe, os diferentes preparos e o gyoza deixam um sabor residual que deveria ser removido com o gengibre. Enfim, nada que pedir separadamente não resolva o problema, e por fim crie outro, afinal a conserva servida estava péssima! Doce demais, molhada demais, com pouco gosto de gengibre e muito gosto de conserva.

Hot philadelfia: 2/5

Diferente do normal, o salmão era grelhado e destrinchado num tipo de pasta antes de ser incorporado ao roll. Após isso, era empanado e frito, pasmem, sem cream cheese. Resumindo, o hot do Yukusue não era nada mais que um roll empanado de salmão (assado ou grelhado). E seu empanado era somente ok; pouco crocante e bem fino. Novamente, os makis eram pequenos, e o prato, para enganar um pouco o volume, vinha decorado com bastante teriaki.

Custo Benefício: 2/5

O preço é elevado para o volume baixo e a qualidade  mediana. Felizmente o restaurante oferece também a escolha de um rodízio, mais acessível para aqueles que buscam como opção se empanturrarem até dizerem chega.

Dicas:

Experimentem o Gyoza! Optem pelo rodízio, sempre que esta for uma opção válida. Se possível, escolham um local externo, próximo a alguma janela ou afastado das pessoas, para não se cansar tanto com o ambiente barulhento.

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s