Maria das Tranças – Circuito Gastrô Pampulha 2011

CIRCUITO GASTRONÔMICO DA PAMPULHA 2011 – 2ª EDIÇÃO

Entre os dias 06 de setembro e 20 de novembro, a equipe do ONDEcomo cobrirá o Circuito Gastrô da Pampulha! Visitem o site regularmente para conferirem as revisões dos restaurantes participantes. Postaremos em um estilo de atualização exclusivo de circuitos e festivais sempre que visitarmos algum estabelecimento do Circuito. Caso você deseje que visitemos algum restaurante específico, deixe seu comentário ou mande um e-mail para nós no ondecomo@gmail.com!

NOTA GERAL: 4.0/5

Sobre o Maria das Tranças:

A unidade Pampulha do Maria das Tranças é bem (bem) antiga, e tem a aparência de antiga. Não que pareça velho e mal cuidado, mas não apresenta elementos modernos nem em sua fachada, e nem em sua decoração interna. O restaurante quis manter o que tem de melhor: a tradição. No entanto, ele não parou no tempo; a unidade Savassi, a sua nova logo, e até mesmo o seu site apresentam um design atualizado, muito apropriado e funcional. Falando agora apenas do estabelecimento visitado, na Pampulha, o ambiente apresenta mesas extremamente simples, um ambiente amplo e pouco enfeitado, sempre em tons pastéis. As fotos de personalidades deixam nas paredes as belas memórias dos tempos de JK, e alguns elementos (tais como rádios) lembram os anos de um Brasil passado. Durante nossa visita o salão não estava nem perto de cheio, e o baixo movimento pode ter facilitado seu trabalho, porém o atendimento da casa foi espetacular, trabalhando seus clientes com exímio cuidado e atenção, sem deixar passar um aceno despercebido.

Gastronomia:

Frango, frango e frango. Pense no que quiser com frango. Mas nada além de frango. Nem um bifinho. O restaurante é criativo e inova nas formas de servir o tão famoso quitute. O preparo é muito cuidadoso, os temperos são divinos, e as quantidades… um exagero! Mas nada que não possa ser dividido e bem degustado. Para o festival, pode-se pedir qualquer frango para dois, com 50% de desconto. Ah, lembre-se de duvidar do conceito “para dois”. Juscelino que nos perdoe, mas o frango serviu cinco, e muito bem!

Frango ao molho pardo para dois (acompanhado de arroz branco, quiabo e polenta): 4/5

Ou o auto-afirmado melhor frango ao molho pardo do Brasil. Bom, definitivamente o frango estava mágico, e seu molho perfeito! Com tempero forte e gosto de frango de verdade, a carne saltava a boca em todas as mordidas, os pedaços do frango, todos bem preparados, limpos e aprumados formavam uma combinação entre carne e molho que, provavelmente, quando misturada em qualquer outra coisa, resultaria em algo sensacional. Se este é de fato o melhor do Brasil, eu não posso afirmar, mas que a carne servida beirava a perfeição, ah! Isso beirava.

Dos acompanhamentos, o quiabo, responsável pelo toque crocante do prato, estava num ponto ok, podendo estar ainda mais crocante e com um pouco menos de baba. Nada, no entanto, que o transforme em algo dispensável, especialmente dentro da tradicional combinação de frango com quiabo. A brincadeira de sabores e texturas proporcionadas pelos dois elementos, como sempre, deixa gosto de quero mais. A infeliz decepção do prato foi o angu, que não passava de um angu de geladeira, feito há muito tempo e mantido resfriado, para ser servido apenas agora. Embora que, mesmo sem muitos aditivos ao prato, quando acompanhado do molho “salvador da pátria”, seu gosto (e de tudo mais) se transformava. Especialmente do arroz, que parece ter sido arquitetado apenas para seu embebedamento do molho.

Dicas:

Vá ao Maria das Tranças e arraste sua família inteira. Um lugar bom para conversar, comer, comer e comer. O lugar é agradável, o preço é muito justo (pra não falar injusto com o estabelecimento), e os sabores do frango são or concours. Coma com tempo e divida o enorme volume com seus acompanhantes. Peça entradas, aguarde, escolha o frango (sabendo que ele serve muito bem o dobro das pessoas indicada no cardápio) e deguste. No final escolha uma sobremesa, caseiras ou industrializadas e encerre bem seu almoço ou jantar, pagando menos (e possivelmente a metade!) que uma promoção qualquer de um fast-food.

post and review by Eduardo Boaventura e Path Tôrres 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s