Recanto da Macaca

NOTA GERAL: 3.8/5

Rua Guerra Junqueiro, 72 – Santa Branca – Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 3495-4928

Localização e Ambiente: 4/5

A primeira impressão não é das melhores, quem nunca visitou a casa não dá muito crédito para o lugar. Tudo o que se vê são mesinhas dispostas na calçada e um toldo facilmente associado a um bar qualquer de esquina. Seu brilho começa quando, se aproximando do estabelecimento, toda a simpatia e aconchego da casa aparece; dispondo mesas de madeira muito bem casadas com elegantes cadeiras, pé direito duplo, e padrões do símbolo da casa espalhados em utensílios e cardápios. As lâmpadas pendendo do teto dão um charme rústico, e há algo de sacro e interiorano nos mini-santuários nas paredes. Sua localização é boa, ainda que afastado do pólo de bares da região, num lugar agradável e fácil de se encontrar, apesar de sua fachada apagada e sem aparente indicação do nome do estabelecimento.

Atendimento: 3/5

O atendimento é bom, e nada mais que isso, deixando claro que são garçons novos e ainda em etapa de aperfeiçoamento. A proprietária (ou uma das proprietárias), Virginia, anima a casa com sua energia e bom humor, estando sempre atenta com sua cozinha, seus clientes e especialmente seus garçons, em treinamento. Ainda que com a aparência de novatos, e um pouco nervosos, todos foram muito simpáticos, atenderam sem demora nossos pedidos, e acima de tudo foram extremamente educados.

Gastronomia: 4/5

A casa preza pela sua cozinha, ainda que a dona defenda que a “Macaca” seja um buteco, e nada além de um buteco, as aparências – tanto da casa quanto dos pratos – deixam claro que é um buteco pra lá de arrumadinho.

Filet recheado com brie ao molho de funghi e torradas com queijo: 5/5

De simpática apresentação, e numa porção bem servida, o filet esbanjava sabor. Seu queijo, num ponto excelente, dava textura à carne sem lhe roubar todo o sabor, e o suave toque de tempero que compunha o recheio, como as cebolinhas salpicadas, completava o conjunto muito bem. O molho de funghi, que combinava sensacionalmente com o queijo e a carne, permitia a esta última a correta abertura de sabor, sem se tornar rançoso e enjoativo demais, nem excessivamente apagado. Tudo isso, acompanhado pelas temperadas torradas de pão mais secas, se equilibrava perfeitamente, transformando cada uma das mordidas e deixando o prato numa deliciosa sinergia.

Bolinhos de arroz (queijo/camarão): 3/5

Declarando desde já minha fissura por bolinhos (de mandioca, de moranga, de arroz, não importa), o petisco do Recanto estava no ponto. A fritura estava impecável, bem sequinha, e o empanado tinha a espessura perfeita. Seu recheio, bem suave, não tirava todo paladar do arroz, mesmo no caso do camarão, mas o mix de sabores se confundia, e por muitas vezes algum ingrediente se apagava, problema frequente em bolinhos que não utilizam um grão mais forte, como um arroz de risoto.

Linguiça da macaca (mini pães de queijo e molho de mostarda em grãos): 4/5

O prato era ótimo, mas tinha um ponto baixo que deixava qualquer mineiro infeliz: haviam poucos pães de queijo. Ainda mais quando os pãezinhos estavam macios por dentro e crocantes por fora, no ponto ideal, indignando ainda mais aqueles que pedissem o prato devido às suas quantidades. Pãezinhos (parcialmente) de lado, os ingredientes se combinavam excepcionalmente bem. A linguiça estava no ponto, tanto em tempero quanto em textura, e vinha num tamanho satisfatório, mantendo sua suculência mas não deixando de ser crocante e muito saborosa. O molho de mostarda em grãos estava muito suave, e tinha um sabor ideal para acompanhar o picante da linguiça e a textura mais suave dos pães.

Mini porpetas de picanha recheadas com queijo e molho barbecue: 5/5

Huumm, sensacionais. O barbecue, levemente picante, compunha muito bem o sabor da carne. Seu recheio de queijo, um pouco secundário, suavizava sutilmente o conjunto, mas era facilmente apagado pelo molho extremamente marcante, podendo (aqui lembro que sou um viciado por queijo) ser mais presente com uma quantidade mais volumosa da iguaria. A apresentação era (mais uma vez) muito caprichosa, e as porpetinhas davam água na boca. A consistência da carne e a textura lisa do queijo deixavam o prato bem composto, trazendo o ardente morno do barbecue a tona, porém sem deixar que ele ocultasse os paladares dos outros componentes do prato. Algo que, sem esforço algum, vai extremamente bem com uma bebida extremamente gelada.

Custo Benefício: 4/5

A casa, ainda que um buteco mais chique, oferece uma boa variedade de petiscos num preço justo, que podem ser facilmente divididos entre duas ou mais pessoas. Às vezes alguns bares podem te surpreender com uma conta gorda ao optar por pedir uma variedade elevada de pedidos, mas no caso do Recanto você paga um preço que vale extremamente a pena, principalmente quando se considera a qualidade servida e o ambiente agradável.

Dicas:

Se não estiver confiante de como chegar, dê uma olhada no Google maps, e em seguida vá provar os quitutes do Recanto. Aproveite e vá com tempo, desfrute da noite, peça uma bebida estupidamente gelada que é tão especial nos butecos de toda a cidade e, claro, se delicie com uma gastronomia de extrema qualidade num preço justo.

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres
Anúncios

Uma resposta para “Recanto da Macaca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s