Speciali

NOTA GERAL: 3.6/5

www.specialipizzabar.wordpress.com
Rua Fernandes Tourinho, 805 – Lourdes – Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 3284-7060

Localização e Ambiente: 5/5

Muito bem localizada no coração do Lourdes, a casa fica próxima ao enorme clube Minas I, numa rua de muito movimento e, obviamente, extrema dificuldade para se estacionar. O Speciali tem um ambiente muito elegante, fachada imponente e pé direito duplo, é dividido em área externa e interna, ambos sóbrios porém com elementos que conferem muito estilo ao local. Externamente a calçada é dividida por arbustos, criando uma simpática cerca viva que delimita a área dos clientes e dos passantes. Internamente ela é climatizada (no verão você dará graças a Deus por isso), com mesas em tom escuro e alguns sofás substituindo parte dos assentos. Os papéis de parede dão certa cor ao lugar, sem exagerar em nada, nem pecar no estilo simples e bonito que o estabelecimento tanto preza.

Atendimento: 3/5

O atendimento é rápido, porém nada – e acredite quando eu digo NADA – íntimo. Nosso atendente não foi mal educado, de maneira alguma, mas parecia não ter a menor intenção de conversar conosco. A cozinha é rápida e os pedidos vieram corretamente (exceto por um refrigerante que veio em sua versão zero, ou seja, nada comprometedor), mas o que realmente impactou foi a falta completa de interação, aparentando que os garçons não nos reconheciam como verdadeiros clientes. Num restaurante tão nobre, que tem um movimento tão grande e é tão reconhecido, admito esperar algo mais amigável e por vezes mais cordial.

Gastronomia: 3.4/5

A casa se especializa em pizzas, porém também serve massas, risotos e alguns itens de bar. Para provar do que teoricamente havia de melhor, provamos da pizzaria. A sua massa era bem normal e sem criatividade, estava levemente queimada e parecia artesanal, porém o meio termo adquirido entre uma espessura grossa e fina terminou por deixá-la meio sem lugar numa pizza que, por vezes, exagera nos ingredientes. Além disso, as pizzas são servidas mornas, algumas até um pouco frias, o que é bem decepcionante se considerarmos que foram feitas na hora.

Burrata (mussarela com recheio cremoso com ciabatta caseira assada em forno à lenha): 5/5

O pão era muito bom, porém veio em pouquíssima quantidade. E não digo isso pela fome com a qual chegamos, digo isso porque a burrata era grande o suficiente para acompanhar muito bem duas, três ou até quatro daquelas cestinhas. As 8 torradinhas, no entanto, por mais fininhas que fossem, eram divinas, estavam bem morninhas e compunham muito bem a entrada. Ainda que o pão lembrasse muito mais uma focaccia do que uma ciabatta, o que realmente importa é o tanto que ele conseguia ser crocante por fora e macio por dentro. Além disso, defeitos de quantidade à parte, bastou pedir mais uma porção de pães (que é felizmente fornecida sem cobrar uma taxa extra) para resolver nosso problema com relação às quantidades. Voltando à burrata, o queijo estava tão, tão, tão cremoso por dentro, que a vontade era pedir mais três e levar para casa. A fina camada gelatinosa, quando cortada, esparramava o creme delicioso da burrata, compondo uma entrada simplesmente perfeita. Uma pena que o queijo estava realmente gelado, atrapalhando um pouco sua degustação, mas ainda assim, nada que me fornecesse um motivo qualquer para não querer pedir o prato novamente.

Di prosciutto (molho de tomate, mussarela, presunto especial e azeitonas): 1/5

Uma pizza simples de presunto, com algumas azeitonas verdes mal distribuídas. Era tanto presunto, mas tanto presunto, que chegava a ser enjoativo. O excesso tirava o gosto dos outros ingredientes de maneira geral que se perdia a suavidade dos temperos, do molho, da massa, do azeite, de tudo. Normalmente as pizzas mais simples cativam em suas pequenas surpresas de sabor, feitas minuciosamente por quem realmente sabe o que faz. Esse sabor de pizza, simples como poderia ser, caiu no sem graça, exagerando de um recheio sem diferenciais, e economizando na excelência do minimalismo.

Cinghiale (molho de tomate, mussarela, calabresa de javali, parmesão e folhas de manjericão): 4/5

A pizza que vinha com calabresa de javali era única da noite que não tinha exagero nos ingredientes. Os componentes da cinchiale davam abertura uns aos outros, deixando que a carne diferenciada aparecesse com seu sabor pontual, sem invadir o espaço de outros também importantes ingredientes. O tempero levemente apimentado e o parmesão compunham a pizza de forma mais especial, trazendo à tona picos de sabor e pontos de mistura dos ingredientes que eram muito assertivos.

Quattro formaggi (molho de tomate, mussarela, parmesão, queijo tipo catupiry e roquefort): 2/5

Na verdade, a pizza seria melhor chamada de 2 queijos, já que você poderia passar dias procurando a outra dupla que lá diziam estar. Eram notáveis os sabores do catupiry e do roquefort, podendo se ignorar por completo o gosto dos demais. Na verdade, é muito comum nesse sabor de pizza que, quando exagerada as quantidades dos ingredientes, só se notem dois ou três queijos, sendo sempre o queijo mais forte (normalmente gorgonzola, e, nesse caso, roquefort) e o mais cremoso, que confere uma textura diferenciada, aqui o catupiry. O sabor da pizza era ok, infelizmente ficando aquém do esperado de uma pizza relativamente simples e deliciosa como a de quatro queijos.

Almedrado (torta gelada de creme e crocante de amêndoas): 5/5

Muito bom, tornando-se uma das estrelas da noite juntamente com a burrata. A sobremesa gelada lembrava uma tortinha de sorvete de creme com algum tipo de caramelo. O conjunto era muito crocante e bem dosado, e o tamanho dos pedacinhos de amêndoa misturados na massa estavam ideais para manter a massa sempre com um gostinho característico sem perder o jogo de texturas. Por cima, as amêndoas caramelizadas (similares aos quitutes do Nutty Bavarian) enfeitavam e deixavam tudo ainda mais crocante. Uma sobremesa completa que encerrou nossa noite com um questionamento, será que a Speciali deveria ser considerada uma pizzaria perante a tão boas entradas e sobremesas que ficam muito à frente de seus carros principais?

Custo Beneficio: 3/5

Os preços variam de R$40 a R$50 para as pizzas de 6 fatias, que servem bem duas pessoas normais ou 3 pessoas sem fome. É sempre bom complementar com uma entrada, permitindo pedir pizzas menores (também há a opção 4 fatias), e dando espaço para uma sobremesa. Basicamente, considera-se caro, pelo lugar, pelo nome, pelo ambiente. E é caro de fato, já que a especialidade (pizzas) mesmo não estava tão especial assim.

Dicas:

As entradas e sobremesas surpreenderam, portanto recomendo que visitem o Speciali com a intenção de se dar mais foco aos antecessores e predecessores de suas pizzas do que a elas mesmas. Vá com amigos, opte entre o clima mais descontraído da parte externa ou pela sobriedade da interna e não se esqueça, escolham pizzas simples com ingredientes diferenciados, de forma que tentem evitar o exagero da casa e uma possível falta de criatividade.

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s