Casa dos Contos

NOTA GERAL: 3.6/5

www.restaurantecasadoscontos.com.br
Rua Rio Grande do Norte, 1065 – Funcionários  Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 3261-5853

Localização e Ambiente: 3/5

A Casa dos Contos está numa rua bastante trafegada, porém suficientemente distante do centro da Savassi para evitar o grande fluxo de pessoas do local. Dependendo do dia e da hora, estacionar pode se tornar uma tarefa um pouco chata, mas a grande quantidade de vagas próximas (que ficam abarrotadas durante o horário comercial) geram um facilitador durante as noites da capital. Quanto ao ambiente, é bem simples e conservador, indo de encontro com os quase 40 anos de tradição do local. Com iluminação forte, mesas quadradas, toalhas e cadeiras em um marrom padrão, a Casa dos Contos é dividida entre uma extensa varanda, bem arejada e agradável, com uma decoração mais singela, e um interior sutilmente mais requintado, mas ainda assim simples. Casa, aliás, que além de sediar a tradicional e boa gastronomia, também é ambiente de várias exposições, exibindo belas obras de forma rotativa em seu interior.

Atendimento: 2/5

Infelizmente, na noite de nossa visita, o atendimento não passou de um “ruim”. Os garçons pareciam estar sempre com pressa, não dando a atenção merecida aos clientes. Na verdade, havia realmente grande movimento no restaurante, porém nada que justifique a falta de paciência e de entrosamento com os consumidores do local. Nosso garçom não foi deveras cordial, e apenas intermediou nossa comunicação com a cozinha. Num restaurante tão antigo e tradicional, é de se esperar que haja uma interação mais amigável, e um atendimento mais polido. Houve um momento que o garçom chegou a largar a máquina de cartões sobre nossa mesa de maneira impaciente, quando viu que começamos a fazer as contas e dividir os valores. De qualquer forma, o lado positivo – e houve um lado positivo – foi a agilidade da cozinha num momento de casa extremamente cheia, mantendo o ritmo e possibilitando que os pedidos fossem às mesas de forma ágil.

Gastronomia: 4.5/5

Tem de tudo um pouco. O cardápio reúne entradas, pratos principais para uma e para duas pessoas (carnes vermelhas, aves, peixes e massas) e até mesmo pizzas e vinhos. Além disso, ainda há o menu bar, englobando opções de porções para serem petiscadas e divididas. Ah, tentamos pedir sobremesas e não obtivemos sucesso. Apesar das várias opções de tortas da carta, só havia uma delas na casa, a torta diet de damasco, que resolvemos passar adiante e completar nossa noite noutro lugar.

Filet à brasileira (filet com farofa de ovos, batata frita, banana à milanesa e arroz): 5/5

O arroz – que era branco e foi trocado pelo tradicional piamontesa da casa – estava ótimo, cremoso na medida ideal e com um sabor agradável que combina excepcionalmente bem com tudo que possa vir a ser servido, inclusive os ingredientes do outro prato descrito abaixo. As batatas eram somente ok, e estavam um pouco queimadas, mas nada que crie um grande problema. Especialmente quando temos em vista um conjunto tão soberbo que combinava tudo com maestria, da carne até as batatas, passando pela simples e ainda assim eficiente farofa de ovos. O prato era simplesmente completo. O arroz substituto trazia um tempero gostoso, sem ser muito forte, e fornecia uma deliciosa textura cremosa às mordidas. A carne estava no ponto, macia, bem tostada por fora e vermelhinha por dentro, suculenta e bem salgada. A batatinha era outro complemento salgadinho e mais crocante que, juntamente com a farofa de ovos, temperavam na medida o arroz. Ah! É claro, a banana à milanesa, que por fim trazia um adocicado na medida ideal para fechar com chave de ouro este prato que, certamente, é apropriado a qualquer brasileiro.

Picata à borgonhesa (iscas de filé ao molho Madeira, risoto com champignon e açafrão, tomate, alho e brócolis): 4/5

Que carne, e que molho! Com um gosto diferente do padrão “madeira”, o molho que tinha mais gosto de carne e menos da conserva dos champignons frequentemente adicionados à este, fornecia ao conjunto um sabor sensacional que ia bem com qualquer acompanhamento (em especial, devo admitir, o arroz à piamontesa de nosso outro filé). Mas voltando ao prato em questão, o arroz não tinha nada de risoto, mas era um ótimo arroz com açafrão, bem temperado e bem dosado em seus ingredientes. Os pedaços de alho torrado, que estavam mal distribuídos, davam um toque de exótico ao prato, ainda mais quando combinados com as batatinhas palha e os fabulosamente bem feitos (e levemente glaçados) brócolis.

Custo Beneficio: 4/5

Come-se muito bem, pagando um valor muito justo. Os pratos listados para dois variavam de R$40 a R$60 e são realmente bem servidos, alimentando bem as duas pessoas em questão e chegando até a possibilitar a inclusão dum terceiro integrante à equação. Os petiscos, que não pedimos nesta visita, também tem um valor que vale a pena, principalmente quando compartilhados com um grupo de amigos. Enfim, é um restaurante onde se come bem e se paga um preço justo, tornando o custo/benefício viável para os clientes.

Dicas:

Não se iluda com o cardápio de sobremesas, como já foi dito, a casa tinha apenas três (das próximas de quinze) opções oferecidas. Fora isso, peça alguma carne, e de preferência combine-a com o tradicional (e sensacional) arroz à piamontesa, que pode ser requisitado à parte ou substituido por qualquer acompanhamento já existente de seu prato. E mantenha em mente que as quantidades são bem satisfatórias, portanto dose a sua fome e a de seus acompanhantes, já que um prato para dois pode sim servir três pessoas.

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s