O Dádiva

NOTA GERAL: 4.1/5

www.odadiva.com.br
Rua Curitiba, 2202 – Lourdes – Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 3292-9810

Localização e Ambiente: 5/5

Numa das mais famosas esquinas do Lourdes, o local do O Dádiva não poderia ser melhor. Seu ponto é nobre, movimentado, e de enorme visibilidade e imponência. Seu ambiente também não fica atrás, misturando toques clássicos com modernos, desde suas paredes de vidro num pé direito duplo até as enormes cortina brancas, passando, é claro, pela sua igualmente bela adega. Ah! Uma curiosidade são os televisores que, fixados atrás do balcão, exibem vídeos do preparo de cada um dos pratos do cardápio, desde as entradas até as magníficas sobremesas. Uma solução criativa para dar água na boca do cliente e até causar uma vontade extra deste retornar à casa devido a intenção de se experimentar também outro prato igualmente apetitoso visualizado ali.

Atendimento: 5/5

Faz jus ao local. Os garçons são muitos, e tentam estar sempre por perto, com um sorriso no rosto e toda a disposição do mundo. Sendo assim, basta um leve aceno para que polvilhem pessoas verdadeiramente dispostas a te atender. O maitre, em especial, foi educadíssimo, sabendo falar sobre o preparo detalhado de cada prato e dar incríveis sugestões aos clientes. Outro ponto bom é a cozinha, que mantém um ritmo esperado para o estilo da casa, sem se delongar excessivamente mas nunca deixando de lado o extremo cuidado no preparo.

Gastronomia: 3.8/5

O Dádiva oferece várias opções de carnes, massas, aves e peixes, além de entradas fabulosas. As combinações não são ousadas, porém cada uma leva em si um toque extra incomum em casas mais tradicionalistas, gerando pratos inovadores e deliciosos.

Entrada:

Couvert: 3/5

Os pães eram excelentes. Fresquinhos, crocantes por fora, macios por dentro, aquecidos, tudo no padrão esperado de um bom pão. Seus tipos eram variados, oferecendo uma opção tradicional, outra de textura semelhante à de um bolo, outra com pequenas sementes e ainda uma com grãos, numa distribuição assertiva para todos os gostos. Uma pena que, com pães tão bons, os acompanhamentos fossem tão blasé: uma combinação simplória de manteiga, creme de queijo e azeite com alecrim. Convenhamos, opções bem abaixo da média esperada da casa.

Arroz de pato com raspas de laranja, presunto de parma e radichio: 2/5

Um início apenas ok. O pato estava bem passado demais, perdendo um pouco daquela textura ideal que ele adquire no ponto correto, e sua combinação com parma, que aparentava positiva no papel, não ganhou tanto destaque quando levada à mesa, muitas vezes apagando o gosto do parma e criando abertura apenas para o pato, em maior quantidade. Outro detalhe foi o exagerado “toque” de limão, criando um sabor para o conjunto que beirava o insuportável, fazendo com que, mesmo para os mais aficionados pela fruta, o prato enjoasse na segunda garfada. A vantagem então fica por conta do arroz, que estava realmente uma delícia, mas no geral não era suficiente para carregar sozinho o prato que já não andava muito bem.

Risoto de cogumelo frescos com queijo canastra: 5/5

Uma delícia, no ponto correto e sem exageros. Os cogumelos frescos eram um verdadeiro primor e seu sabor, junto do arroz, criava um charme simples porém delicioso. A combinação, mesmo praticamente sem o aclamado queijo canastra (que nada mais era do que meia dúzia de mínimos cubinhos de decoração) continuava uma verdadeira perdição. Ah! E para os mais viciados por detalhes como nós, vale sentir o suavíssimo gosto de hortelã, detalhe que cria uma suavíssima sensação refrescante que beira o sublime.

Peixe do dia com legumes frescos, tangerina e alho negro: 5/5

Novamente, a maravilhosa simplicidade. Um prato que prova não ser necessário uma alta complexidade para se criar uma degustação esplendorosa. Seu peixe perfeitamente tostado – e decorado com flor de sal – vinha acompanhado de excelentes legumes salteados, muito bem feitos e saborosos, contrastando as textura únicas de cada um dos ingredientes de forma assustadoramente eficaz. Novamente, um prato simples e muito complicado de expressar em palavras, mas que definitivamente brilhava devido ao minimalismo de cada um de seus detalhes.

Custo Benefício: 3/5

Os pratos individuais variam de R$40 a R$90, dependendo da complexidade de preparo ou do valor de seus ingredientes. A apresentação não peca em momento algum, agregando ainda mais ao já nobre ambiente e seu delicado atendimento. De fato é caro, mas ainda assim válido, especialmente para momentos de comemoração.

Dicas:

Vá e vá acompanhado, a casa é animada e um excelente local para se comemorar uma data ou colocar a conversa em dia. Em casos de dúvidas (e até mesmo caso não as tenha), utilize bastante dos monitores para achar o prato que mais lhe interessa da carta. Ah! E não se esqueça jamais da presença do maitre, afinal ele também é perfeitamente capaz de recomendar e explicar qualquer um dos pratos.

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s