Merlin

NOTA GERAL: 3.4/5

Rua Juvenal de Melo Senra, 383 – Belvedere – Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 3282-0744

Localização e Ambiente: 5/5

Como já falamos em outras postagens, os estabelecimentos gastronômicos no Belvedere não são numerosos, além de serem muito distantes uns dos outros, contrastando com bairros como o Anchieta e o Lourdes, que apresentam quarteirões inteiros recheados de bares, cafés e restaurantes. Dessa forma, os contados estabelecimentos do bairro são muito vistosos e normalmente movimentados. O Merlin fica numa posição excepcional, em volta da Lagoa Seca, com movimento constante e localização estratégica. A fachada não chama tanto a atenção, também por ser recuada e em tons mais escuros, porém o ambiente é simplesmente encantador. A casa é extremamente nobre, com cores sóbrias, e elementos de decoração de muito bom gosto, mostrando aconchego e conforto. Sua área interna tem mesas “recheadas” de rolhas e folhinhas coloridas, que ficam sob os vidros, dando um toque super especial e criativo, além é claro, do bar, mais ao fundo, que também é elegante e condiz com o nível do restaurante.

Atendimento: 4/5

Os atendentes não são numerosos, e o lugar é reduzido, o que deixa a quantidade de garçons bem adequada. Existe apenas uma divisão de espaços que pode atrapalhar minimamente a visibilidade, mas nada que venha a ferir o fluxo da casa. As pessoas que nos atenderam foram todas muito educadas, algumas mais sorridentes que outras, mas todas ágeis e cordiais. A cozinha é bem ritmada, deixando o espaço de tempo entre pratos ideal. Vale dizer que a saladinha de entrada foi cortesia da casa, o que pode ser um bom agrado para vários perfis de cliente, ainda mais numa visita de almoço como a nossa.

Gastronomia: 3/5

O Merlin tem um cardápio enxuto que agrada. Em cada categoria (carnes, peixes e massas) existem de 3 a 6 opções, cada qual com variações e acompanhamentos bem escolhidos, garantindo assim a satisfação de todos. Para momentos mais descontraídos existem também várias opções de entradas, além, lógico, de todos os tipos de bebidas para acompanhar um bom happy hour.

Entrada:

Saladinha verde: 3/5

Simples e gostosinha, porém nada demais. Seu molho era composto de azeite, vinagre balsâmico e mel – último ingrediente que acabou tornado o conjunto um pouco doce demais – e era diferente do padrãozinho que vem sendo servido com as saladas de muitas outras casas da cidade. O destaque da salada ficava então com as finíssimas fatias de maçã verde, que num estilo carpaccio deixava a textura crocante perfeita, e os palitos de tofu, que ameniza o excesso de doce do molho e ofereciam um quê macio às mordidas, transformando cada uma das garfadas com a iguaria em agradáveis momentos de prazer.

Pratos principais:

Risoto de pato, geléia de tangerina e amêndoas tostadas: 2/5

Fora o desagrado de encontrarmos pedaços de osso misturados ao prato, ficamos com a sensação de que a dosagem da geléia poderia ser menor, visto que esse tipo de molho é extremamente doce, e pode afetar negativamente o prato quando mal dosado. No final o gosto do pato acabou não se sobressaindo, e não houve o contraponto doce e salgado que tanto esperávamos, resultando num prato de desagradáveis pontas soltas. Por outro lado existiam as amêndoas que, convenhamos, foram uma ótima escolha para neutralizar um pouco o doce e oferecer uma textura crocante, contornando a consistência mais mole do risoto, além da igualmente bem alocada couve, que também ia muito bem com restante do prato, gerando um sabor final maravilhoso. O resultado então era um prato que agradava até sua terça parte, onde acabavam tanto a couve quanto as amêndoas, restando apenas o já nomeado enjoativo, arroz.

Mignon de porco ao molho de jabuticaba com gnocchi de semolina: 3/5

A carne era puro deleite, ainda mais quando combinada com um dos melhores molhos de jabuticaba que já comi! Macia, no ponto prefeito, fatiada na espessura ideal e servida de forma elegante, seu gosto era motivo suficiente para uma visita à casa. Ok, existia sim uma infeliz e extremamente exagerada decoração de pimentas rosa que, como já dito noutras ocasiões, mascara o gosto e o cheiro de qualquer ingrediente, mas ainda assim, nada que uma breve coleta desse exagero não solucionasse o problema. Outra surpresa, e não das mais agradáveis, foi o nomeado por não sei quem, gnocchi. Servido num estilo de empadão deveras estranho, a massa enfadonha e sem gosto algum era extremamente seca, com uma textura murcha, e, para piorar, sem queijo.

Sobremesa:

Brigadeiro de colher: 4/5

O simpático copinho de shot vinha cheio até a boca de algo que parecia mais um chocolate derretido do que propriamente um brigadeiro. Seu creme tinha um toque meio amargo muito presente e causava uma sensação inicial de estranhamento, talvez devido a seu gosto bastante robusto e a não concordância deste com sua aparência. Detalhe que sumia rápido e dava abertura ao verdadeiro brilho da sobremesa, sua absurdamente aveludada textura! Um doce nada enjoativo que é capaz de agradar a todos, desde os mais aficionados por doces até aqueles que admitem não ser esta a sua praia.

Custo Benefício: 2/5

O valor é elevado, e leva em conta a localização, o público que advém dessa, e o estilo de cozinha. Os pratos vão de R$40 a R$80, alguns sendo muito bem servidos (como o risoto que pedimos) e outros nem tanto. As sobremesas e entradas tem um valor aceitável, e o ticket médio da casa é em torno de R$90,00 para um menu completo. Vale a pena provar, porém não é um lugar para se tornar rotineiro.

Dicas:

Prove o mignon de porco, ele era divino e perfeitamente combinado com o molho de jabuticaba. A dica então para melhorar o prato ainda mais é pedir para que não exagerem na pimenta rosa e, é claro, que troquem o “gnocchi” por um gnocchi de verdade ou algum outro acompanhamento melhor elaborado. Vá no almoço ou jantar, à dois ou em turma, sempre aproveitando de horários mais tranquilos, pois a casa é pequena e lota fácil.

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s