Salumeria Central

NOTA GERAL: 2.9/5

Rua Sapucaí, 587 – Floresta – Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 2552-0154

Localização e Ambiente: 4/5

A localização é num ponto distante do pólo gastronômico, num lugar de pouco movimento, porém de facílimo acesso, com vagas próximas e uma linda vista para a reformada Praça da Estação. O ambiente consegue passar a impressão desejada, num estilo de mercado, com um balcão ao fundo e uma porção de itens à mostra, além de sua simpática mobília com detalhes rústicos. Existem então alguns toques de muito bom gosto que ajudam a transferir a sensação proposta pela casa, sem deixar que o lugar se torne menos agradável, mantendo uma aparência limpa e mais elegante do que um mercado real. Tudo, ou melhor, quase tudo, trabalha em harmonia, das luzes nas paredes e da adega coberta por um acrílico vermelho até o pé direito duplo do ambiente. Esses elementos dão a casa um tom mais exclusivista, além de ampliarem o lugar e deixar o ambiente interno mais arejado, favorecendo a acústica – que ainda assim chega a incomodar – juntamente com o teto com isolamento.

Atendimento: 2/5

Disperso. O lugar tem um limite pequeno de reservas e vive abarrotado, detalhe que resultou numa boa hora de espera na porta da casa. Durante os longos minutos eram raros os garçons que sequer notavam a existência daqueles aguardando na porta, e mais raro ainda eram aqueles que chegavam à oferecer o cardápio ou algo para beber durante seu período de espera. Outro detalhe é a completa omissão da casa à respeito da não aceitação de cartões de débito e crédito, não informando para seus clientes nem por telefone durante a tentativa de reserva, e nem pessoalmente por algum garçom durante o atendimento, deixando o encargo para uma pequena nota no verso da capa do cardápio – que poderia ser facilmente ignorada por algum cliente mais desatento. De volta ao atendimento, quando finalmente estabelecidos em uma mesa, o padrão vivenciado durante a espera se manteve constante, não se encontrando garçons disponíveis, ou sendo descaradamente ignorado por estes mesmo após severos acenos.

Gastronomia: 3.2/5

A Salumeria, como o nome mesmo diz, serve vários tipos de carnes embutidas e curtidas, além de oferecer pratos de massas, carnes e risotos para compor um digno jantar. Os vinhos são muitos e as opções para acompanhá-los não variam tanto, sendo criativas, porém nem tão diversificadas.

Petiscos:

Cesta de pães produzidos na casa: 5/5

Todos os pães artesanais eram bons e beiravam o ótimo, principalmente a foccacia e o pão de sementes. Foram servidos em temperatura agradável, morna, favorecendo uma textura sempre macia e um inigualável frescor de pães que realmente foram feitos no dia. Um acompanhamento simples e perfeito para ser servido junto de praticamente todos os itens da carta, dando a correta abertura para qualquer outra opção da casa, da chapa de queijos aos embutidos, que seriam degustados junto dos pães.

Burrata com tomatinhos marinados: 4/5

Sem ter um nível cremoso esperado, a burrata ganhava destaque mais pelo seu sabor elegante e seus simpáticos acompanhamentos do que pela esperada textura especial do queijo. Servida em temperatura ideal o prato dava boa abertura para os simpáticos tomatinhos fatiados e para as pequenas pinceladas do pesto. Novamente um prato simples e que agradava, em especial, quando acompanhados de alguma das carnes da salumeria e de outra cesta de pães mais abarrotada desta iguaria, afinal de contas, apesar de boa, o exemplar de pães que acompanhavam o prato era, no mínimo, volumétricamente pouco satisfatório.

Gratinado de chevre a I’huil (queijo de cabra em azeite extra-virgem) com “pomodorini di collina” e basílico: 4/5

Uma entrada bem diferenciada do padrão burrata/carpaccio/bruschetta que normalmente figura em todos os cardápios de restaurantes. Resumindo em poucas palavras, eram potinhos de queijo de cabra, com molho de tomate e basílico, levados ao forno para serem aquecidos por dentro e gratinados por fora. O resultado era um sabor bem gostoso com um perfume de tostado realmente excelente. Servido numa temperatura escaldante o queijo de cabra se encontrava completamente derretido, numa textura que se assemelhava à um requeijão, e seu molho de tomates completava com maestria seu sabor amanteigado único, com picos adocicados e ácidos tradicionais à fruta. Definitivamente um petisco para ser dividido, porém unicamente por aqueles que são amantes do queijo de cabra, afinal, seu sabor é forte e sua demasia pode enjoar com facilidade aqueles menos acostumados com o quitute.

Salame tenro (uma semana de cura): 3/5

Servido num corte grosso e de característica mais artesanal o salame curado da casa era gostoso, mas jamais um prato que merecia influenciar o nome do estabelecimento. Seu corte avantajado facilitava a sensação da textura de carne do salame, que era gostosa, mas sutilmente diferenciada, muito semelhante a qualquer salame de qualidade comprado num grande mercado que se encontra no centro da cidade, se é que vocês me entendem. Um bom prato, especialmente para se pedir acompanhado de uma burrata, uma cesta de pães ou tábua de queijos, mas jamais um prato para ser degustado sozinho.

Pratos principais:

Risoto a parmegiana com codorna assada: 1/5

Concordo que um parmegiana é um risoto neutro, de tempero simples e sabor padrão, geralmente servido de forma à acompanhar uma carne, completando esta tanto na textura quanto no sabor residual do mix de arroz e queijos, que tanto agrada as pessoas. Porém aquilo que veio à mesa estava mais para um assassinato à família dos amantes da iguaria do que sequer um acompanhamento aceitável, servido completamente fora do ponto e sem nenhum gosto, nem mesmo do próprio arroz ou do queijo. Um risoto que não passava de uma massa enjoativa e sem graça, atrapalhando tudo aquilo que ela tocava, arruinando qualquer prato. O outro ator, a codorna, estava ok, cumprindo com o esperado; tenra, dourada, e em quantidade agradável. Ainda assim, nada neste ponto conseguiria salvar o tamanho da falta de compasso obtida pelo arroz, transformando o prato numa boa oportunidade de se ir dormir com fome.

“Spaguetti alla chitarra” com tomatinhos, rúcula silvestre e lascas de pecorino: 2/5

O prato trazia uma lembrança de fome de madrugada, detalhe que não é muito agradável para restaurante de alto padrão. Provavelmente porque assemelhava-se visualmente, e felizmente apenas visualmente, a um macarrão de três minutos. O servido aqui era uma massa de textura diferenciada, lembrando um pouco dos tradicionais macarrões chineses, abastada de um creme primordialmente de queijo de cabra e polvilhada com algumas folhas de rúcula, onde haviam poucos tomates e pouquíssima ou nenhuma abertura para qualquer gosto que não o tradicional amanteigado do queijo. Um prato diferente e, infelizmente, extremamente enjoativo.

Custo Benefício: 2/5

Os pratos variam de R$35 a R$55, não sendo o que chamamos de exatamente de caro, já que se mantém exatamente no padrão de preços dos restaurantes de média a alta gastronomia da cidade. No entanto, a salumeria ainda é uma salumeria, portanto a sensação de valor agregado nunca será a mesma de um estabelecimento nobre. Os petiscos têm um preço aceitável, principalmente se considerarmos que são a melhor coisa da casa, indo de R$15 a R$30.

Dicas:

O ponto é agradável e fresco, a vista é linda, e o restaurante é aconchegante, portanto vale uma visita. Vá com amigos, em grupos de 4 a 6 pessoas, e, sinceramente, mantenham-se APENAS nos petiscos, evitando os pratos. Ah! Cheguem cedo, ou, se preparem para mais de hora na fila de espera, e nunca esqueçam de fazer um belo saque antes da visita, afinal a casa não aceita nenhum tipo de cartão.

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres
Anúncios

Uma resposta para “Salumeria Central

  1. Estive na Salumeria semana passada e posso dizer que foi uma ótima experiência!!! Pontos positivos: Localização, ambiente, atendimento, cesta de pães, panturrilha de porco, caipirinha 3 limões. Pontos negativos: costelão salgado, porção de linguiça muito pequena, poucas opções de salada, vinho da casa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s