Un’Altra Volta

NOTA GERAL: 3.2/5

www.unaltravolta.com.br
Rua Grão Mogol, 715 – Sion – Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 3225-0403

Localização e Ambiente: 3/5

A discreta entrada bem intimista e escura do restaurante Italiano é realmente um charme, ainda que ela não chame muito a atenção daqueles que passam pela rua de dia, basta o sol se por para que a fachada brilhe, com tons escuros e bastante aconchegantes. Estacionar pode ser difícil, especialmente durante horário comercial, mas todos os quarteirões próximos são recheados de vagas de ambos os lados, além da casa se manter um pouco afastada do caos noturno da região. Seu interior é bem agradável, reduzido e num estilo mais clássico, porém ainda assim simples. De um lado, sofás vermelhos compõem os assentos das mesas e os vinhos dispostos em estilos de prateleiras individuais montam uma simpática adega sem climatização, deixando o lugar bem caracterizado; doutro ficam a porta e mais mesas, além do pequeno caixa e mais algumas sutis decorações. Uma casa de ambiente simples e aconchegante.

Atendimento: 5/5

Fomos no intervalo de almoço, o que resulta numa casa com pouco movimento e consequentemente poucos atendentes. Dentro deste escopo o nosso garçom, William, era o único servindo no salão aquele dia. Ponto então para ele que, sozinho, soube administrar muito bem os pedidos, sendo sempre simpático e presente. Dotado de um carisma incomum, especialmente para os executantes de sua função, ele cativava os clientes de maneira extremamente eficaz, além de saber apresentar e dar toques perfeitos para cada um dos pratos da casa. Um atendimento surpreendentemente simples e assustadoramente eficiente que me permite dizer ter sido perfeito, afinal, atender às diversas solicitações sempre com um sorriso no rosto, não é para qualquer um, e convencer até os mais chatos – oi? – de que você realmente se importa com o bem estar deles, isso posso afirmar, é para pouquíssimos.

Gastronomia: 3.0/5

A casa se especializa em culinária Italiana, porém com uma forma de servir diferenciada, num estilo “monte seu prato”. Sendo assim você escolhe uma das variadas opções de massas e a combina com um dos diversos molhos oferecidos. A exceção fica com os risotos e gratinados que são minoria da carta, já tendo seus ingredientes completamente definidos.

Prato principal:

Gnocchi delícia (molho bolognesa temperado com molho pesto e queijo parmesão): 3/5

A massa estava muito boa e, ainda que com um gosto exagerado de farinha, dava a abertura correta para se sentir o paladar do molho sem que este iludisse completamente seu sabor. Os problemas no entanto começam justamente com o molho que, de sabor bastante heterogêneo, poluía as mordidas com um gosto pra lá de forte de folhas de louro, criando uma sensação residual bastante discrepante daquele esperado de uma mistura bolonhesa/pesto. O resultado então era uma boa massa, acompanhada de um molho que parecia ter sido feito de forma errônea, gerando um gosto final enjoativo e bastante distinto do prometido pelo nome.

Risoto de piamontês c/ açafrão e champignon: 2/5

Servido um pouco mole demais e com pouco sabor do arroz, o risoto tinha gosto presente de queijo e açafrão. Ainda que o champignon não seja o melhor dos cogumelos para se temperar um risoto, afinal, além de apagado junto do grão duro, seu sabor praticamente desaparece quando unido de um molho mais presente, vale ressaltar que tanto seus pedaços extremamente bem picados, como seu sutil gosto, se mantinham presentes de forma homogênea em todo o prato. Sua liga estava perfeita, mantendo o queijo bem derretido e puxento, o que poderia estar ainda mais perfeito se o arroz estive um pouco mais firme e se este queijo tivesse, digamos, um sabor mais distante da muçarela e mais próximo do parmesão.

Sobremesas:

Torta de Limão: 2/5

Uma de nossas sobremesas prediletas, e uma ligeira decepção. Acreditamos inicialmente que seria uma fatia de torta, mas, na verdade era uma tortinha individual. A surpresa boa fica pelo fato de ter sida montada na hora, proporcionando um sabor genuinamente fresco. A surpresa ruim ficou no resultado final. Não eram três camadas, como de habitual da torta (massa, recheio e suspiro). No exemplar da casa o pequeno quitute era apenas a combinação da massa com um creme de limão, tudo decorado por cascas da fruta cristalizada. Seu creme era bom porém exageradamente forte e em demasia quantidade, especialmente quando não acompanhado de uma porção de suspiro para criar um contraponto mais neutro ao conjunto. Sua massa, assim como as tirinhas, eram todas individualmente gostosas, mas tinham seu sabor subjugado pela mousse de limão e resultavam apenas numa sobremesa consideravelmente enjoativa e sem muitas combinações.

Tiramissú: 5/5

Um primor de doce! Assustadoramente sensacional! O exemplar era bom como poucos na cidade, e quando digo poucos, na verdade, me recordo apenas de um único tiramissú, de uma casa que ainda não comentamos aqui, que alcançava o mesmo nível de qualidade do servido pela Un’Altra Volta. Um pedaço de perfeição, dotado de um creme maravilhoso e de uma finíssima fatia de bolo estupidamente embalsamada num fraco, porém presente, café que aparentava ser de verdade. Definitivamente um sensacional exemplar de tiramissú capaz de me fazer praticar outras visitas à casa apenas para me deliciar novamente deste doce.

Custo Benefício: 2/5

Um custo que pede um restaurante um pouquinho mais vistoso. Suas massas variavam de R$30 a R$50, entre cozidas e também gratinadas. As sobremesas variam na faixa dos R$15, e as entradas vão até R$30. O resultado então é uma casa com o ticket médio de bairros mais nobres e ambientes mais pomposos que os oferecidos aqui, mas nada que realmente seja discrepante ou além da conta, especialmente devido à satisfatória quantidade servida nos pratos.

Dicas:

O tiramissú, como já falamos, é uma obrigação ao passar pelo Un’Altra Volta. No mais, escolha uma massa e seu molho, valendo confirmar se o “louro exagerado” supracitado é um membro do molho à bolonhesa ou do molho de pesto, cortando da lista a resposta obtida como uma válida opção. Ah! E em alumas massas, sua quantidade é suficiente para alimentar duas pessoas normais, ou, para aqueles mais gulosos, o par delas deve ser o bastante para uma trinca com fome.

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres
Anúncios

Uma resposta para “Un’Altra Volta

  1. Parece que não mantiveram o padrão. Estive lá há um mês e a massa parecia prato requentado do Spoleto e o tiramisu estava semi-congelado com cristais de gelo em meio ao creme.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s