Bar Ideal

NOTA GERAL: 3.2/5

www.barideal.com.br
Rua Sergipe, 526 – Savassi – Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 3889-1187

Localização e Ambiente: 3/5

O lugar é um dos mais agitados da Savassi, garantindo um fluxo intenso de carros e pessoas. Oriundo do grande movimento de pessoas, as vagas (significando tanto estacionamento quanto lugares para se sentar) não são fáceis de encontrar, especialmente em horários comerciais ou noturnos, então a dica é simples, calcular sua chegada justamente para o intervalo entre estes, facilitando, e muito, o processo de sua alocação.

Seu ambiente remete a um amplo chalé, com mesas e cadeiras bem comuns, um telhado muito alto e uma varanda, que é a única repartição do lugar. A parte interna é bonita, com algumas prateleiras de copos e garrafas decorativas, deixando tudo bem caracterizado. O ponto negativo é a péssima acústica do lugar, que deixa o som se dispersar muito facilmente e não permite que os clientes escutem muito bem. Situação ainda mais agravada pela música ambiente – num volume não tão ambiente assim – que obriga todos a elevarem seu volume em bons três pontos, transformando toda a experiência num longo e intenso zum-zum-zum.

Atendimento: 3/5

Garçons e garçonetes perambulam freneticamente pelo ambiente sem muitas divisórias, facilitando o processo de atendimento. Ainda que sempre deixando claro sua frequente pressa, seu desgosto pela ausência de um chopp na mesa e sua pouca, para não dizer nenhuma, interação, o trabalho era, felizmente, executado de maneira satisfatória. No geral um atendimento que se mantinha apenas no ok, dando a entender que a equipe de garçons frequentemente disputava por cada cliente e, de forma generalista, conheciam do cardápio apenas superficialmente. Essa última característica ajudava ainda mais a distanciar o atendente do cliente, gerando sugestões vazias e automatizadas de alguém que provavelmente nunca sequer experimentou o prato.

Gastronomia: 3.5/5

O cardápio é muitíssimo variado, indo desde os petiscos mais mineiros, até aqueles dignos de steak-houses australianas ou estadunidenses.

Ribs (acompanha batata frita e molho barbecue): 5/5

A costela tinha gosto de carne, e as batatas já vinham salgadas. Ainda bem! Composto de uma enorme costela o prato foi a felicidade da noite, a carne estava suculenta, com um percentual de gordura perfeito para deixá-la macia (praticamente derretendo) e muitíssimo bem equilibrado. Outro ponto de deleite, agora um pouco pessoal, foi experimentar a carne suavemente adocicada misturada à batata já salgada. Eu até entendo as pessoas que torcem o nariz quando o restaurante envia a mesa uma comida previamente salgada, especialmente dentro desse novo cenário saudável que vivenciamos, mas entendam quando digo que é justamente o sal das batatas que completava o prato de maneira espetacular! Deixar uma função dessa relevância ao gosto do cliente num prato destes seria equivalente a servir o molho de tomate de um parmegiana separado!

Ok, ok. Admito que sou um pouco entusiasta, e defendo com unhas e dentes, chefs que executam um prato e o enviam para a mesa da maneira como ele deve ser comido, sem direito a nenhuma modificação, nenhuma adição, nenhum nada; permitindo ao cliente apenas a opção de se recostar em sua cadeira e se aventurar naquela delícia gastronômica criada. Bom, de volta ao prato, as batatas eram boas, pareciam ser artesanais, e o molho barbecue – apesar de líquido demais – era muito, muito bom, combinando extremamente bem com todo o resto. Ah sim, e para finalizar, felizmente a costela não é extremamente carregada na pimenta do reino, igual a praticamente todas as outras costelas da cidade, dado a correta abertura para o gosto individual de cada um de seus ingredientes.

File à gorgonzola com torradas em cesta de queijo: 2/5

Tomando como referência a minha extrema felicidade perante as batatas já salgadas e toda a minha discussão sobre pratos servidos da exata maneira como devem ser degustados, vocês devem imaginar como me entristeceu ver a decisão da casa em deixar o cliente dosar a quantidade de Gorgonzola extra em seu molho. Para quem não entendeu ainda, o prato era um grande amontoado de filés simpaticamente feitos na chapa e corretamente besuntados num molho de gorgonzola com muito pouco gosto do queijo. Sobre tal molho era então destrinchado um adicional do queijo in natura, permitindo ao cliente dosar as quantidades de gorgonzola extra desejada em seu molho pouco saboroso. O resultado era um toque visualmente agradável porém pouco funcional que, infelizmente, botava por água a baixo todo o entusiasmo previamente adquirido. E para piorar, este não era nem de perto o problema, afinal, seu molho quando misturado com o queijo ficava até aceitável e seus filés eram uma delícia! O problema mesmo eram as torradas extremamente murchas que arruinavam o conjunto, transformando o acompanhamento em algo completamente dispensável, além da cestinha pouco saborosa que não agregava nada no prato.

Custo Benefício: 3/5

O preço é justo. Os petiscos da casa ficam na faixa dos R$30 e servem bem duas pessoas. O Chopp é gelado e seu valor não diverge muito da região, criando uma boa opção para se comer bem e pagar uma quantia agradável.

Dicas:

Se possível, opte pela área externa, evitando o constante zunido que o bar lotado proporciona. Chegue cedo para evitar uma possível, e frequente, espera na porta e não se esqueçam de experimentas a supracitadas Ribs!

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s