Bocca

NOTA GERAL: 2.9/5

Rua Major Lopes, 62 – São Pedro  Belo Horizonte – MG

Localização e Ambiente: 3/5

Seguindo a tendência das hamburguerias gourmet, que temos visto com tanta frequência, o Bocca teve sua nova loja recentemente inaugurada na Savassi. Seu ambiente é um pouco mais informal, seguindo uma linha mais despojada no estilo dos trailers tradicionalíssimos de BH. São mesas relativamente confortáveis, um salão amplo sem divisórias, alguns elementos decorativos (como pequenos quadros) pontuais, e um longo balcão que deixa à mostra onde grelham e montam os enormes sanduíches da casa. Sua localização é nobre, num ponto alto da centro-sul, próxima de várias escolas que funcionam no período diurno e que, definitivamente, podem garantir uma bela movimentação durante seu horário de almoço. Estacionar fora do intervalo comercial então não deve se tornar um problema, porém é durante tal horário que essa simples tarefa pode se tornar uma complexa aventura, além de, ao final, provavelmente requerer uma bela folha de rotativo.

Atendimento: 3/5

O atendimento, no dia que visitamos a casa, foi feito somente por uma garçonete, que intermediava todos os pedidos das mesas até o balcão. Seu cardápio, extremamente vasto, pode deixar o cliente um pouco confuso e fermentar certa indecisão perante tantas opções, mas ao final suas variações são reduzidas a pequenas adições de ingredientes, e suas possíveis combinações, como bacon, ovos e outros mais. O porém da casa é justamente sua logística, já que cada um dos nossos sanduíches foi entregue separadamente e espaçado com intervalos de até cinco minutos, impactando consideravelmente a experiência de se comer junto com os amigos.

Gastronomia: 3.3/5

São membros do cardápio sanduíches com hambúrguer tradicional, frango desfiado, hambúrguer de picanha dentre outras combinções da casa que, em nenhuma de suas opções, são temperadas com qualquer molho especial ou acompanhadas de qualquer petisco extra. Fica então a cargo do cliente temperar sua refeição com algum dos variados molhos (maionese temperada, mostarda preta, mostarda e ketchup tradicionais, barbecue e etc) oferecidos pela casa e dispostos préviamente à mesa. Ah, sim, temos também milkshakes, diversos sucos, e, é claro, as batatinhas fritas que não estão incluidas nos sanduíches.

Big Bocca (pão com gergelim, 2 carnes de hambúrguer, bacon, queijo cheddar, salada rica, tomate, cebola, pimentão e picles): 4/5


O hambúrguer era bem alto, com uma carne muito gostosa, muito bem feita e suculenta. Seu pão era apenas ok, não parecendo artesanal da casa nem retendo qualquer diferenciação relevante, se tornando apenas um exemplar de padaria temperado com gergelim. A nomeada salada rica era uma simpática combinação de alface, tomate, cenoura e pepino, com todos itens muito bem dosados, formando um saudável conjunto leve e na medida para completar a carne sem roubar seu paladar, especialmente no que diz respeito ao pepino que, mais forte que os demais ingredientes, se encontrava presente apenas em finíssimas e agradáveis lâminas da fruta. Seu queijo cheddar, acertadamente posicionado entre as carnes, se mostrava completamente desprezível, não agregando qualquer valor, seja este de textura ou paladar ao resultado final do prato, e se tornando na verdade apenas uma isca para fisgar aqueles que, como eu, adoram ver a iguaria apontada no cardápio como um dos ingredientes de seu lanche. O resultado então era um saboroso e não tão elegante sanduíche, dotado de uma carne sensacionalmente bem dosada, uma agradável salada e um bacon que, cortado em cubos, dava o toque crocante e salgadinho que o prato pedia.

Bocca cocó (frango desfiado, ovo, queijo cheddar, salada rica, pimentão e picles): 3/5

O exemplar em questão não vem acompanhado de um hambúrguer de frango, ele é sim recheado de um aceitável punhado de frango desfiado. Seu frango, muito temperado, acaba parcialmente suprindo a necessidade de alguma carne com formato, e até da adição de algum molho extra, mas priva drásticamente o prato de um bom resultado de texturas que, sem muito aquilo o que morder, fracassa como um hambúrguer. Por outro lado, seu ovo, feito naquelas forminhas padrões para conformar a iguaria, era uma verdadeira simpatia, se encontrando num ponto ótimo onde sua gema não escorria pelo sanduíche, mas sua textura não se encontrava superficialmente ressecada, além é claro, de fornecer aquele agradável gosto ao sanduíche, compondo muito bem seus paladares. O pão, assim como o queijo, eram igualmente dispensáveis ao resultado final do prato, passando novamente despercebidos.

Cheese Bocca picanha special (pão com gergelim, 1 hambúrguer de 200g, ovo, bacon, queijo cheddar, cebola, pimentão e picles, salada rica): 3/5


Novamente, a carne de hambúrguer era muito boa, com sabor da picanha presente e mais pontual. Seu porém fica por conta de determinados pontos mais duros que outros, lembrando algo semelhante a uma cartilagem destroçada, que tornavam algumas mordidas até desagradáveis, e destruiam um pouco a experiência de se comer um bom sanduba. O restante, muito semelhante a nossa primeira opção, só que aqui com o acréscimo de um ovo, agradava e desagradava na mesma medida.

Batata frita (porção): 3/5

A porção de fritas, servida e cobrada separadamente, era satisfatoriamente grande, sendo quantidade suficiente para completar a refeição de até cinco pessoas, todas devidamente acompanhadas de seus próprios sanduíches. A iguaria segue o padrão de fritas congeladas que sempre vemos em hamburguerias, estando consideravelmente quentinhas e sequinhas, e harmonizando muito bem os hambúrgueres da casa.

Custo Beneficio: 2/5

A hamburgueria não é, nem de perto, gourmet, especialmente pela necessidade de terem seus hamburgueres completados à mesa, por uma bela porção de ketchup, ou qualquer semelhante variante oferecidos. Seus sanduíches condizem muito, mas muito mais com o padrão trailer, mais precisamente o de um desses que se estabilizou e agora tem sua própria sede. O resultado então é um valor de uma sanduícheria gourmet, que fica em torno dos R$17,00 a unidade sem acompanhamento algum, porém com a qualidade e com a cara de um hambúrguer de trailer. Seu ticket médio se mantém na casa dos R$30, impompatível com aquilo que é experienciado durante uma visita à casa.

Dicas:

É um ótimo lugar para se ir depois de um cinema ou quando bate aquela fome. O lugar fica aberto até 23:30 todos os dias (sujeito a alterações, claro), então acaba se tornando o Bolão dos sanduíches. Uma opção perfeita para aquelas pessoas que gostam de inventar, adicionar e transformar seus sanduíches drasticamente, tornando aquele simples hambúrguer com queijo numa torre com mais de 15 ingredientes, e, é claro, temperando tudo com elevadas porções daquele molho de tomate por vezes mal falado pelos mais fãs de gastronomia.

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s