Certame Pizza & Pasta – Splêndido e L’astigiano

Teve início no dia 1º de outubro o Certame Pizza & Pasta, um festival gastronômico italiano que promete deixar os mineiros por conta de visitar os 29 estabelecimentos participantes. São restaurantes, cantinas e pizzarias que figuram juntas em uma iniciativa da Câmara de Comércio Italiana de Minas Gerais, com o intuito de difundir não só a culinária, mas também a cultura do país em Belo Horizonte. Para participar basta adquirir o guia de cupons em qualquer estabelecimento autorizado, que garante 100% de desconto no prato do acompanhante. O festival vai até o final do mês, portanto corra para aproveitar o máximo do que há de melhor da comida italiana na capital mineira.

Splêndido

Rua Levindo Lopes, 251 – Savassi – Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 3227-6446

Sobre o Splêndido:

O Splêndido é um restaurante que podemos chamar de discreto, já que, apesar de super bem localizado, ele não chama a atenção e nem impacta as pessoas que passam por sua fachada. Sua entrada escura e recuada é composta de enormes portas de aço e algumas janelas compridas, aguçando a curiosidade de quem visita o lugar pela primeira vez. Com uma fachada que não ostenta nem choca, a muito bem decorada casa tem altíssimo pé-direito, mesas e cadeiras largas e confortáveis, um balcão à frente da entrada e alguns elementos de decoração também escuros, porém com um agradável toque colorido e simpático. Seus atendentes são extremamente educados, mantendo a linha da cordialidade de uma forma mais distante, dando privacidade e total liberdade – talvez até demais – aos clientes que se sentam no salão.

Sorrentinos de burrata com espuma de tomate e basilicão (Massa tipo sorrentino recheada de mozzarella especial com espuma de tomate e basilicão): 3/5

Saboroso e com uma massa no ponto perfeito, o conjunto tinha os elementos necessários para satisfazerem todos os gostos. Se de um lado sua combinação de tomate, queijo e manjericão reforçava o clássico da casa, de outro o modo de preparo de tais ingredientes ajudava a diferenciar um pouco do padrão. Nomeada como “espuma” de tomate e basílico, seus dois muito diferentes molhos eram na realidade simples cremes extremamente distintos. Iniciando pelo menos presente, suas poças de manjericão eram soberbas e davam o toque diferenciado da expectativa, seu paladar era presente mas não exagerado e seu resultado era muito bem composto, especialmente com o formidável queijo que recheava a massa. Massa inclusive que, cuidadosamente conformada, agradava em todas suas arestas, de sua textura aveludada a sua quantidade agradável de recheio por unidade. Porém, como nem tudo são flores, sua segunda e principal porção de molho, a parcial de tomate, era avassaladoramente contestável, num ponto extremamente enjoativo e muito semelhante a um simples extrato batido no liquidificador. O resultado então não poderia ser pior, fornecendo ao prato que até então agradava, um ritmo azedo e incrivelmente dispensável, muitíssimo remetente ao paladar de uma comida barata.

L’astigiano

www.ristorantelastigiano.com.br
Rua Paraíba, 941 – Savassi – Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 3261-7329

Sobre o L’astigiano:

O L’astigiano é um restaurante estilo taverna, com teto baixo, paredes em concreto ou tijolo aparente e suas luzes ainda mais baixas, compondo um ambiente extremamente aconchegante e romântico. As facções do restaurante têm decorações diferentes, customizando cada parte de seu salão de maneira muito simpática e elegante. O problema nisso tudo são as numerosas colunas e paredes, dificultando, e muito, a visibilidade dos clientes e dos garçons. O tão bem falado italiano da Savassi é muito conhecido por servir um menu típico, pincelado por algumas pontas de brasileirismo. Já visitamos o L’astigiano em outra ocasião e vocês podem conferir dados mais detalhador de nossas primeiras impressões aqui. Para o festival a casa optou por um prato ousado, com temperos bem aparentes e em uma montagem inovadora.

Bavette alla Casereccia (Massa bavette ao molho de filé mignon com cogumelos frescos e creme de pimentões vermelhos e amarelos): 4/5

Combinando ingredientes fortes e presentes, o prato começava e terminava de maneira recordável. Montada sobre uma formidável base de Bavette, uma versão encurtada do tagliatelle muito semelhante ao spaghetti, servida no ponto idealmente al dente, o prato ganhava destaque pelos seus ingredientes, em especial por suas muito bem preparadas iscas de filé e seus formidáveis cogumelos que, acredito, serem shitaques. Tudo era então completado por um igualmente surpreendente molho de pimentões que, infelizmente, retinha um considerável paladar do coringa da cozinha mineira, o creme de leite. Seu sabor então era simples e direto, o forte tom dos pimentões poluía todo o ar, contaminando cada pequeno espaço do ambiente da casa com seu cheiro inebriante, fornecendo apenas uma pequena, mas ideal, abertura para sua sensacional combinação de uma carne macia e saborosa com uma porção sutil e bem dosada de cogumelos frescos. Um prato soberbo que certamente era muito bem acompanhado do ótimo parmesão da casa.

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s