BenVindo – RW 2013, 1ª edição

Volta a cidade o festival democrático da gastronomia, o Restaurant Week! Entre os dias 25 de fevereiro e 10 de março, você poderá provar um menu degustação nos melhores restaurantes de BH por R$34,90 no almoço e R$47,90 no jantar! Para clientes Mastercard Black e Platinum, haverá uma pré-week, do dia 18 ao dia 24 de fevereiro. Faremos um estilo de postagem especial, como de costume durante festivais, e daremos as melhores dicas para que você saiba aonde ir durante essas semanas. Caso você deseje que visitemos algum restaurante específico do festival, deixe seu recado ou mande um e-mail para ondecomo@gmail.com, e não se esqueça de falar qual menu (noturno ou diurno) você gostaria que fosse avaliado.

NOTA GERAL: 3.8/5

Menu JANTAR

Sobre o Benvindo:

O Benvindo é um belo e moderno restaurante em uma bem posicionada esquina de Lourdes. Seu interior tem uma decoração minimalista e elegante, enquanto o exterior agrupa mesas no ambiente fresco e arejado. A casa tem um problema clássico de Belo Horizonte, que consiste em tanto seu atendimento quanto sua cozinha serem bons durante o baixo movimento, porém essa impressão caminha velozmente para o terrível à medida que suas mesas vão se preenchendo. Já visitamos o Benvindo em várias ocasiões, e nossas impressões podem ser melhor conferidas aqui.

Gastronomia:

O Benvindo é um contemporâneo que serve de uma culinária variada e geralmente bem executada. Os pratos podem até não ser tão exóticos, mas são bem montados, harmônicos e deliciosos.

Entradas:

Brandade de bacalhau com espuma de baroa: 4/5

Brandade de bacalhau com espuma de baroa

Uma entrada simples e leve, cheirosa e muito, muito saborosa. Sua espuma de baroa era gostosa, extremamente suave e levíssima, dissolvendo na boca e trazendo o gosto adocicado inconfundível da baroa que, muitíssimo bem acompanhada por um bacalhau em quantidade surpreendente, criava esta formidável entrada. O resultado era um bacalhau sutilmente salgado que se contrapunha à espuma doce temperada com pequenas cebolinhas, de sabores e texturas distintas e muito bem complementares.

Disco de Parma e folhas com vinagrete de damasco: 3/5

Servida com um emaranhado de alface velho, provavelmente preparado muitas horas antes da montagem do meu prato, o prato tropeçava no básico mas surpreendia na criatividade. O resultado do conjunto então era um anel de parma simpaticamente montado sobre fios de balsâmico e gotas de damasco, recheados da idosa e decepcionante alface. Um conjunto que conseguia um brilho especial pelo vinagrete, com paladar adocicado mas ainda ácido, capaz de combinar de maneira sublime com o gosto forte do parma.

Pratos principais:

Risoto de salmão com cream cheese: 3/5

Com um arroz levemente fora do ponto (estando um pouco macio demais) e consistência um pouco além do ideal, o prato agradava apenas dentro da medida. Ainda assim, e sabendo das dificuldades de se atingir uma consistência perfeita para um risoto que leva como base um queijo tão mole, a casa se saia bem em todos os demais quesitos. Seu arroz mais molinho e sua quantidade sensível porém não exagerada do queijo faziam um contraponto perfeito com o peixe e seu gosto forte, enquanto suas elegantes lâminas de amêndoas traziam justamente aquele toque firme que o arroz falhava em exibir. Uma ótimo prato que, devido à sua quantidade, digamos, farta, pode acabar se tornando um pouco enjoativo em seus momentos finais.

Picadinho borgonhês com batatas rústicas: 4/5

Picadinho borgonhês com batatas rústicas

Um prato também bem servido e com uma montagem maravilhosa. A carne estava muito boa, no ponto ideal, com o cerne vermelho e a textura macia, se tornando fácil de fatiar e de suculência incrível. O molho que acompanhava era excelente e forte, e acredito eu, infelizmente engrossado na maizena. Ainda assim o resultado não era menos que satisfatório, a carne macia era muitíssimo bem composta pelo espesso molho e seus formidáveis legumes, que, sempre presentes, agregavam uma não linearidade ao padrão estabelecido. Para completar o prato, um amontoado de batatas de cerne extremamente macio e casca exageradamente dura, que apesar de saborosas, agradavam mais aos olhos do que às garfadas.

Alfajor líquido: 5/5

Alfajor líquido

Uma sobremesa simples que já foi provada e aprovada. O prato nada mais é que um agradável potinho do doce mais leve que alguém poderia provar, porém ainda assim mais doce que muitos gostariam de experimentar. O resultado nada mais é que um suave creme adocicado, muito bem acompanhado de uma camada de biscoito triturado e um pouco de chocolate em pó, uma mistura claramente de sucesso montada numa diferente e criativa combinação.

Dicas:

Nossa dica é única e simples: optem por horários distantes daqueles nomeados de pico! A casa é incapaz de atender com qualidade todas suas mesas, geralmente tornando uma possível boa experiência em algo desagradável e pouco satisfatório. Ah, e aproveitem, afinal o BenVindo é uma das várias casas da cidade que estende o menu da Restaurant Week além das semanas pré determinadas pelo festival.

post and review by Eduardo Boaventura e Path Tôrres

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s