CCCP – Cult Club Cine Pub

NOTA GERAL: 3.8/5

www.cultclubcinepub.com.br
Rua Levindo Lopes, 358 – Savassi – Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 3582-5628

Localização e Ambiente: 4/5

Habitando onde outrora era o Cineclube Savassi, a casa mantém sua tela de cinema e se transforma num simpaticíssimo pub belo horizontino. Seu ambiente, focado nos shows que a casa frequentemente promove, abriga um longo, longo, loooongo balcão de drinks sobre um muro de tijolinhos, envolto por algumas paredes cruas e outras plotadas ou pintadas com um estilo artístico quente e psicodélico. Logo na sua entrada, e abaixo do grande telão, um pequeno palco, algumas mesinhas de lounge e outras mesas baixas revestidas de anúncios de jornal muito bem humorados, que se estendem ao longo da esguia silhueta da casa. Para completar a ambientação boêmia, uma luz vermelha intimista com um estilo de cabaré, prometendo uma noite de música e animação entre amigos, bem acompanhada pela enorme carta de drinks do bar.

Atendimento: 4/5

Havia uma boa quantidade de garçons e o lugar, a princípio, não estava cheio, deixando grande parte deles bem ociosa. Como de costume dos estabelecimentos focados em entretenimento, à medida que adentrávamos na noite, o CCCP se abarrotava cada vez mais de clientes, e, certamente, de pedidos. Ainda assim a casa não deixava a peteca cair, o bom humor inicial dos atendentes se manteve impecável até o final, mostrando extremo profissionalismo e uma logística altamente eficaz. Um destaque extra para a formidável simpatia de nosso atendente, opinando quando solicitado e sempre buscando manter um ritmo ágil e agradável durante toda uma noite.

Gastronomia: 3.5/5

O barzinho não é só mais um dos pubs de rock da cidade, normalmente recheados de cerveja e opções gastronômicas questionáveis. No CCCP, além da boa música, se preza pela boa gastronomia. O cardápio, com um toque de casa parte do mundo, era bem variado e não se parecia em nada com o quadradão constante de alguns bares. Encontramos opções “para encher o bucho” (com peixes, escondidinhos e filés), itens intermediários “para forrar o estômago” (como massas e sandubas) e ainda petiscos de todo tipo, entre batatinhas temperadas, linguiças, queijos e etc.

Queijo em conserva – Brasil  – (queijo minas adormecido na cerveja com goiabada e azeitonas pretas!): 5/5

Queijo em conserva - Brasil  - (queijo minas adormecido na cerveja com goiabada e azeitonas pretas!)

Começamos pelo cardápio brasileiro, escolhendo um petisquinho bem mineiro que, por incrível que pareça, não é tão frequentemente encontrado nos bares da capital. A entradinha era na medida do possível farta, servida em palitinhos altos com um par de simpáticos cubos de queijo, um par igualmente alegre de cubinhos de goiabada e uma azeitona, verde. Uma pequena variação do prometido que felizmente não afetava o conjunto gravemente, uma vez que o tom mais suave e mais salgado dessa azeitona dava uma agradável abertura para o queijo brilhar, transformando a goiabada num alegre adocicado. Seu queijo, inclusive, era simplesmente sensacional, saboroso, levemente salgado e com um gosto pessoalmente sutil até demais da cerveja. Um prato formidável e praticamente obrigatório para os frequentadores da casa.

Wäissfânk – Alemanha – (300g de salsichão, seleção de salsichõezinhos alemães ao molho de vinho riesling e mostarda): 3/5

Wäissfânk - Alemanha - (300g de salsichão, seleção de salsichõezinhos alemães ao molho de vinho riesling e mostarda)

Uma das recomendações de nosso simpático garçom foram essas fofíssimas salsichinhas, regadas (ou melhor, naufragadas) no molho de mostarda. A seleção dos variados tipos de salsicha era gostosa, saindo daquelas de paladar mais clássico e textura aguada até versões mais complexas e próximas à uma linguiça. A porção, novamente, era satisfatória, porém o prato deixava a desejar em criatividade e em certas escolhas, em especial, na opção da casa em misturar as salsichas com seu molho que, em excesso, camuflava um pouco seu sabor. O resultado então era o de um prato bom, claramente idealizado como um acompanhante para algumas avantajadas tulipas de chope.

Batatinhas Kamaradas – Marte – (350g de batata sabor alho e alecrim): 3/5

Batatinhas Kamaradas - Marte - (350g de batata sabor alho e alecrim)

O CCCP serve vários tipos de batatinhas “Kamaradas”, com diferentes temperos e acréscimos. Escolhemos uma versão simples, com alho e alecrim, uma combinação lógica e quase sempre muito acertada. A casa então surpreendeu, com um prato de pequenas batatinhas muito bem assadas e temperadas, que me fizeram corar as faces de vergonha ao pressupor que este poderia ser mais um estabelecimento tradicionalmente pouco criativo da capital mineira. Os deliciosos tubérculos mantinham sua sensacional textura e eram agradavelmente completados por seu sutil tempero. O único e possível questionamento aqui ficava por conta de sua temperatura, que infelizmente beirava o nível do morno, e pela opção da casa de dar a seus clientes o tradicional sal refinado para temperar as iguarias que gritavam por um mais elaborado sal marinho moído na hora.

Filé ao gruyére – França – (160g de filé ao molho de queijo gruyére): 3/5

Filé ao gruyére - França - (160g de filé ao molho de queijo gruyére)

A entradinha menos incomum da casa era muito bem servida, com cubos altos de filé muito bem feitos e bastante temperados. Seu queijo, no entanto, era decepcionante. O prato simplesmente não se completava, seus deslocados filetes de queijo parcialmente derretidos não cativavam nem criavam qualquer combinação com a carne. O resultado era um exemplar apagado de dois ingredientes fortes que aqui, não conseguiam funcionar bem juntos. Um prato relativamente promissor que, infelizmente, não conseguia superar nem as mais baixas expectativas.

Custo Benefício: 4/5

As entradas mais fartas ficavam na média dos R$35, enquanto petiscos menores (como as batatas e o queijo) ficavam na faixa dos R$15. O ticket médio para se petiscar durante a noite ou para jantar é de R$35 (com petiscos rateados ou pratos individuais), montante altamente justo para a qualidade do lugar e da gastronomia. Ah, sim! Para as noites de show a casa cobra uma entrada que, infelizmente para nós, não poderia ser convertida em consumo.

Dicas:

Vá numa noite de show e aproveite para beber e petiscar com os amigos. Sua localização central torna seu acesso fácil e sua rua praticamente deserta à noite facilita a vida daqueles que optarem ir ao estabelecimento de carro. E, finalmente, para aqueles que pretendem degustar da boa gastronomia do estabelecimento: cheguem cedo! Primeiro para garantir uma mesa, e depois, para que vocês possam curtir ao máximo o show.

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres
Anúncios

2 Respostas para “CCCP – Cult Club Cine Pub

    • Flávio, nos desculpe pela demora!
      Indicamos o sempre bom chopp Guinness e para os mais aventureiros um drink nomeado por Caipi Green Apple, que tem gosto da fruta que o intitula, porém surpreendentemente não leva o ingrediente! Uma delícia!

      Obrigado,
      Equipe ONDEcomo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s