Borracharia Gastropub

NOTA GERAL: 3.9/5

Avenida Afonso Pena, 4321 (dentro do Posto Ipiranga) – Serra – Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 2127-4321

Localização e Ambiente: 4/5

A Borracharia Gastropub é um bar inaugurado em 2012, dentro de um posto de gasolina na Avenida Afonso Pena, provavelmente num espaço onde de fato funcionava uma borracharia. Aproveitando a defesa, o bar não poupa na decoração temática, rodeando seu ambiente de grandes pneus de trator, macacos e outras ferramentas relacionadas. Sua parte externa é dominada por longas mesas de piquenique e seus longos bancos de madeira, dando um toque rústico e extremamente simpático ao lugar. Para seu interior a casa tem mesas mais arrumadinhas e cadeiras mais confortáveis, além de ser composta por um balcão e um quadro onde ficam as sugestões diárias de almoço executivo. O lugar é fácil de se estacionar à noite, fora do horário comercial, porém não é tão fácil de achar, pois apesar de descrito como posicionado na Afonso pena, sua fachada fica de frente para a rua perpendicular à avenida.

Atendimento: 5/5

Os garçons são muitos e perambulam pelos dois ambientes da borracharia, deixando os clientes sempre bem servidos. Por não terem mesas fixas, podem atender toda a freguesia, garantindo um atendimento super rápido e uma excelente comunicação com a cozinha. Além disso, todos são super educados e muito bem informados sobre o cardápio da casa, fazendo a noite fluir de forma ágil e ideal.

Gastronomia: 3.8/5

O cardápio tem petiscos e porções de todos os tipos, mantendo um toque mineiro recheado de queijos e linguiças mais do que agradável. São opções de carne (como costela, frango, linguiça e carne seca), de acompanhamentos (mandioca, batata, queijos e farofas) e até mesmo de sanduíches, ideais para um lanche mais rápido.

Petiscos:

Costelinha de porco confitada com laranja, mostarda dijon e mel: 4/5

Costelinha de porco confitada com laranja, mostarda dijon e mel

A costela se desfazia, desprendendo-se com extrema facilidade do osso e derretendo na boca de seus degustadores. O preparo da carne não era menos que perfeito, feito de maneira lenta e com muito cuidado. A quantidade estava um pouco abaixo da expectativa mas ainda assim o prato satisfazia um grupo que fosse comer de outros quitutes. Seu molho, levemente adocicado, combinava muitíssimo bem com a carne de porco, e o paladar de mostarda sutil era ideal para o prato – talvez sutil até demais para uma carne de sabor forte como a costela – tornando-se uma ótima combinação. Uma porção leve acompanhada de uma farofa de pão super crocante que formava uma sensacional parceria com a carne confitada, consagrando o início de uma ótima noite.

Linguiça artesanal c/ mandioca: 5/5

Linguiça artesanal com mandioca

Que linguiça!!!!!!!!!!! A perfeição foi posta à mesa nesse pedido clássico executado de maneira sensacional. Seu sabor era picante (mas nada quente demais), com gosto sensível de carne, um tempero de churrasco e brasa incomparável e um ponto incrível. O embutido se manteve suculento, com a crostinha crocante e uma proporção de gordura para a carne muito boa, além de ser muito bem acompanhado de uma boa mandioca cozida. Raiz, inclusive, que apesar de um pouco fora do ponto em seu cerne, tinha seu exterior não menos que perfeito, combinando muitíssimo bem com o incremento da manteiga. Seu toque macio e gosto mais suave dava as mãos para a presença inabalável da linguiça, formando mais um petisco obrigatório no local.

Carne de sol acebolada: 3/5

Carne de sol acebolada

Deveria ser chamada “Cebola com carne de sol”, visto a proporção dos ingredientes dessa porção. A panelinha simpática era um mundo de cebola sobre alguns nacos de carne de sol, tornando a carne coadjuvante de seu próprio prato. Ainda que a porção fosse bem servida e permitisse que o cliente dosasse de maneira mais correta os ingredientes, dando mais abertura à formidável carne temperada, a quantidade exagerada de cebola dava abertura ao erro, ocultando ainda demais aquela que deveria ser o ingrediente principal do prato.

Sanduíche de mortadela tostada com queijo canastra: 3/5
Sanduíche de mortadela tostada com queijo canastra

Surpreendentemente grande e distante da expectativa do clássico paulista, o sanduíche não surpreendia mas também não ficava abaixo do esperado. Sua pouca quantidade de carne (um pouco desanimadora para os que já provaram os sanduíches do Mercado Central de SP) era compensada por um pão fresco e crocante, complementada por um recheio bem dotado de queijo. Dentro de seu preparo, a casa envolvia uma espessa fatia de queijo canastra na mortadela, selando este primeiro conjunto até que a carne se encontrasse levemente tostada e seu queijo derretido. Eram então acrescentados a cebola roxa já refogada e cortada fina como um carpaccio e amontoados todos os ingredientes dentro de seu pão, fornecendo um paladar presente mas não tão marcante quanto esperado de um bar que leva borracharia em seu nome.

Queijo coalho tostado com mel Cipó Bira: 4/5

Queijo coalho tostado com mel Cipó Bira

Os mini cubinhos de queijo dispensavam pratos, sendo comidos individualmente na ponta do garfo, tentando aproveitar o máximo do delicioso mel que forrava a pedra. O queijo estava super bem feito, borrachudinho e com uma crosta quase queimada ideal, seu mel era farto e vinha ainda em uma porção à parte para aqueles mais ávidos que desejassem exagerar na dosagem. O salgadinho do queijo combinava lindamente com o adocicado, como esperávamos, e ainda mais com os pedaços de pimenta biquinho que temperavam seu molho.

Custo Benefício: 3/5

Na verdade, o cardápio é bem coeso em seus preços e quantidades, e é feito para ser dividido entre amigos. As porções ficavam entre os R$15 e R$40, sendo de tamanho médio, suficiente para que um grupo de 4 a 6 prove de vários itens. Algumas das porções são caras pela ínfima quantidade servida, como por exemplo o queijo coalho, delicioso porém muito pequeno para a faixa dos R$20. De qualquer forma, o custo é super válido e a culinária é um amor, ficando na média de R$30 por pessoa para petiscos divididos, sem bebidas.

Dicas:

Agarre suas companhias preferidas e corra para a borracharia. prove a maravilhosa costelinha e a incrível linguiça com mandioca, comendo lentamente e aproveitando o lugar descontraído para uma noite longa.

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s