Sala Premier Cinema e Café

NOTA GERAL: 3.6/5

BR 356, 2.500 – Cineart Ponteio Lar Shopping – Santa Lúcia – Belo Horizonte – MG

Localização e Ambiente: 4/5

Conhecida como a primeira sala de cinema premium de Belo Horizonte, a Sala Premier sabe como fidelizar um público de maneira simples e direta. Sua íntima ambientação é montada a partir de um reduzida sala de cinema com uma tela avantajada, luzes reduzidas e um ar de primeira classe. Suas poltronas em couro são um mar de conforto, reclinando-se um pouco mais do que o habitual e ainda oferecendo apoio para os pés, transformando qualquer um que ali se encontra em uma pessoa mais tranquila e relaxada. Para finalizar em seus braços pequenas hastes de metal com mesas de refeição em vidro, que podem ser giradas de modo a não atrapalharem quando o espectador já estiver saciado. Ainda assim nem tudo são flores, uma vez que a casa, tentando maximizar seu aproveitamento espacial implantou certas poltronas por demais próximas dos cantos da sala, ferindo levemente aquela que acreditamos ser a intenção principal de seus clientes, ver um filme confortavelmente. A sala é localizada dentro do Ponteio Lar Shopping, um shopping de artigos para casa menos movimentado, perfeito para um público que busca o conforto e foge de todo aquele movimento típico de um cinema normal.

Atendimento: 5/5

Como cinéfilos e amantes da gastronomia, estávamos loucos para conhecer esse adorável mix de lazer e prazer, e entender melhor como funcionava o esquema de restaurante no cinema. A Sala Premier tem acesso exclusivo, dando acesso a um pequeno café, com mesas, sofás e um balcão de guloseimas. Para então se distanciar um pouco do clássico das telonas, tais guloseimas são servidas a la carte, podendo inclusive ser levadas pela garçonete até a sua poltrona, para que você não perca nem um segundo de seus trailers. Funciona então da seguinte forma: deve-se chegar à sala com no mínimo 15 minutos de antecedência da sessão (ou você vai ter que levar as bandejas sozinho) e fazer seu pedido todo de uma vez (sim, entradas, pipocas, sanduíches e até mesmo a sobremesa) no balcão do Café Premier. Quando o filme estiver para começar, o pedido é levado e colocado na sua mesinha de vidro, da mesma forma que é recolhido (talvez com certo atraso) depois que você acabar. Para completar a experiência de maneira agradável, todos os atendentes do café eram simpaticíssimos, super compreensivos e muito alegres, reafirmando novamente esta suposta sensação premium que a sala passa.

Gastronomia: 3.0/5

O cardápio do café tem opções diversas para um sofisticado lanche no cinema. São diversas opções de sanduíches (alguns quentes, outros frios), pães de queijo (recheados ou não), carpaccios, saladas, quiches e doces, além da clássica bomboniere. Para beber temos refrigerantes, sucos, água e até mesmo cerveja e vinhos, tornando a experiência cada vez mais elegante. Quando falamos em cinema, todavia, não pode faltar a pipoca, e a Premier soube como “elevar o status” da mesma oferecendo azeites aromatizados de diversos sabores, desde o maravilhoso trufado até os clássicos alecrim e azeitonas pretas.

Pão de queijo recheado com queijo Brie e geleia de damascos: 2/5

Para começar, uma entradinha tradicional mineira, com recheio clássico de queijo brie e geleia de damasco. Distante da expectativa, as pequenas unidades eram servidas sem muito glamour, enfiados de qualquer forma dentro de uma mínima caixinha, uma opção bem distante da imagem institucional do prato. Para completar o tal pão de queijo era apenas ok, de sabor mais forçado para o polvilho e textura massuda frequentemente assimilada a uma certa idade de fabricação, trazendo não apenas aquela sensação de velho como também uma temperatura morna altamente indesejada. Para seu recheio a casa não poupava na geleia, criando uma constante preocupação daqueles que o estivessem degustando em não se lambuzarem muito no escuro, e finalmente economizando no queijo, que – já difícil de ser sentido frente ao sabor dominantemente doce do damasco – se apagava, sobrando apenas uma entristecida lembrança.

Sanduíche italiano (presunto de parma, lascas de queijo parmesão, geleia e rúcula): 2/5

Sanduíche italiano (presunto de parma, lascas de queijo parmesão, geleia e rúcula)

Montado sobre um pão gostoso, crocante e saboroso que, assim como o pão de queijo, não estava tão fresco, a casa mantinha os erros de seu primeiro prato. Servido com uma temperatura igualmente morna, normal para itens combinados com parma, o sanduíche não surpreendia, sendo extremamente carregado em sua geleia, nesse caso de figo, que novamente dominava por completo os sabores dos demais ingredientes, apagando-os e por consequência nos decepcionando. Uma boa reunião de ingredientes que certamente, se melhor dosados, poderiam se tornar uma das sensações do estabelecimento.

Croque Monsieur (sanduíche recheado com queijo Emmenthal e presunto, com cobertura gratinada de queijo, acompanha mix de folhas): 3/5

Croque Monsieur (sanduíche recheado com queijo Emmenthal e presunto, com cobertura gratinada de queijo, acompanha mix de folhas)

A delícia francesa veio em uma versão enorme e muito, muito gostosa, com ingredientes fartos e exagerados que felizmente mantinham uma proporção boa, apesar de toda a extravagância de volumes. Um prato simples e clássico, feito numa versão completamente distante da francesa clássica, mas que funcionava muito bem como um enorme e avantajado misto quente gourmet. Montado a partir de um conjunto de pães levemente aquecidos e crocantes, o prato tinha base firme e recheios bem descritos, com uma avantajada porção de presunto e um queijo que dificilmente seria de fato um Emmenthal, uma vez que este tinha sabor próximo ao de um requeijão processado e provavelmente era um queijo fundido com sabor (imperceptível) de emmenthal. Tudo era então gratinado com uma porção surpreendentemente enorme de muçarela que acrescentava uma textura mais próxima a de um queijo e amenizava qualquer sabor extra ao prato. Uma opção excelente para aqueles que estão com muita, muita fome, ou até para um casal que opte por jantar no cinema e dividir uma pipoca.

Pipoca gourmet com azeite de azeitonas pretas: 5/5

Pipoca gourmet com azeite de azeitonas pretas

Hummm, se existe um clássico dos cinemas é a famosa pipoquinha, e esta aqui em questão de fato vale a pena. Montado a partir de uma pipoca feita na hora, quentinha, com leve toque amanteigado o prato é simples e lógico, um amor. Servidas numa caixinha super simpática coberta com um papel de seda, as branquinhas vinham devidamente salgadas e acompanhadas duma porção generosa do azeite escolhido, que, no nosso caso, era de azeitonas pretas. Sua combinação era um verdadeiro deleite, com gosto bem nítido do azeite e pequenos pedaços do fruto, que completavam toda aquela sensação. Sua quantidade cuidadosamente medida também era ideal para todo o pacote de pipocas, se tornando suficiente para atribuir a todas um gostinho maravilhoso das azeitonas sem transformar tudo num mar de óleo. Recomendamos, inclusive, que você espere um pouquinho antes de combinar os itens, uma vez que as pipocas muito novas podem absorver o azeite e murchar, dando, infelizmente, aquela sensação de pipoca babada.

Double brownie de chocolate com sorvete (uma tentação de brownie com castanhas e pedaços de chocolate derretendo): 3/5

Double brownie de chocolate com sorvete (uma tentação de brownie com castanhas e pedaços de chocolate derretendo)

O bolo estava muito gostoso, com chocolate bem forte e partes crocantes bem saborosas. O exemplar em questão parecia ainda ter sido aquecido na hora, se tornando ainda mais apetitoso, porém como todos os itens devem ser pedidos (e consequentemente servidos) juntos, a demora para se chegar até a sobremesa pode influenciar negativamente a experiência com qualquer uma das opções geladas ou quentes da casa. O bolinho era então completado por uma dupla bola (e não feito a partir de um duplo brownie) de sorvete de creme, que apesar de bom não era nada demais. Ótimo para quem pretende apenas deliciar um doce durante a sessão, mas nem sempre a melhor das opções para aqueles que queiram comer de tudo no cinema.

Custo Benefício: 3/5

É acima do valor que todo belo horizontino está acostumado a pagar num cinema, porém mesmo assim vale a pena. Primeiramente, é o único cinema premium que temos em BH, e acredite, você não vai encontrar aquela pipoca com azeite e aquelas poltronas maravilhosas em nenhum outro lugar. Em segundo lugar, os lanches são bem feitos, preparados na hora e dotados de ingredientes diferenciados, tornando cada uma das opções ali servidas algo muito mais válido do que o preço exagerado dos demais cinemas da cidade. Os sanduíches ficavam por volta dos R$25 sendo todos muito bem servidos, os pães de queijo estavam na faixa dos R$10 e as sobremesas por volta dos R$12. As lindíssimas pipocas, e certamente o destaque da casa, ficam por R$18 em sua versão grande. O ticket médio para entrada e prato divididos fica então na casa dos R$20, porém adicione aí o seu ingresso (obrigatório para provar dos quitutes) que custa R$44 (inteira durante a semana). Um valor considerável, mas ainda assim como falamos, uma experiência de fato única!

Dicas:

Algo que tem que ser vivido. Quem gosta de gastronomia e gosta de filmes fica inebriado com a possibilidade de ser servido dentro de uma sala de cinema, comendo de um brownie com colher e tudo, ou provando de uma boa pipoca temperada. Chegue cedo (20 min é uma boa antecedência) para poder pedir no balcão e ser servido na sala, não se esquecendo é claro de provar da pipoca com algum dos azeites de sua preferência.

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s