Cosmopolitan Hamburgueria

NOTA GERAL: 3.4/5

Rua Pernambuco, 797 – Funcionários Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 3657-9997

Localização e Ambiente: 3/5

O Cosmopolitan é uma hamburgueria recentemente aberta em um espaço bem próximo à Savassi, numa casa antiga de fachada muito simpática. Em sua ambientação o restaurante opta por não chamar muita atenção, uma boa opção para a casa que funciona com dois públicos muito distintos em seus diferentes horários de funcionamento. De dia o estabelecimento oferece uma comida a quilo, ideal para as pessoas que por ali transitam e buscam uma opção de almoço simples, rápida e de valor reduzido, enquanto para a janta – período de nossa visita – ela se transforma numa hamburgueria sem muitas decorações. Se internamente seu ambiente não chama atenção, por outro lado sua varanda se mostra verdadeiramente encantadora, com certo charme moderninho, cadeiras confortáveis e mesas alongadas. Um charme de estabelecimento que se perde um pouco entre ambos os públicos, mas que ainda assim não se transforma de forma alguma em algo ofensivo ou de mal gosto.

Atendimento: 5/5

O lugar estava vazio, detalhe que geralmente facilita para os garçons imprimirem uma boa impressão para o estabelecimento, porém garantimos que não foi essa a causa deste excelente atendimento. Cada um dos membros da equipe da casa se esforçam ao máximo para que a experiência de seus clientes se torne a mais proveitosa possível, de sorrisos, sugestões, questionamentos sobre os pratos, explicações do cardápio e até mesmo do próprio funcionamento da casa, cada um dos atendentes deixava claro que a casa tinha de fato seu foco voltado para seu público, ou melhor, para nós. Um toque de alegria e excelência que, convenhamos, nunca é demais, especialmente quando a terrível tendência dos estabelecimentos da cidade vem se apoiando na preocupação com o limite de crédito de seus clientes, e não como eles genuinamente se sentiram durante sua estadia na casa.

Gastronomia: 3.0/5

A Cosmopolitan é mais uma das novas hamburguerias gourmet da cidade, apresentando hambúgueres e sanduíches diferenciados, preparados na hora e com ingredientes bem selecionados. Para os fãs da carne existe uma grande variedade destas, cada uma devidamente acompanhada de distintos complementos. Ah sim, e para os mais restritos,  opções de sanduíches vegetarianos também povoam a carta, lembrando que para todos os burgers há acompanhamento de batatas (chips, rústica ou fritas) e molho (barbecue, jack daniel’s, honey mustard).

Bordeaux (pão australiano, hambúrguer de picanha, gorgonzola, tomate seco, pasta de azeitona,  cebola reduzida no vinho, rúcula, pancetta caseira): 3/5

Bordeaux (pão australiano, hambúrguer de picanha, gorgonzola, tomate seco, pasta de azeitona,  cebola reduzida no vinho, rúcula, pancetta caseira)

O primeiro hambúrguer da noite era feito a partir da preferida dos brasileiros, a picanha, carne que geralmente não é muito aconselhada para o assunto, parte devido a seu sabor firme que geralmente é melhor degustado puro, e parte por sua textura enrijecida, que quando triturada faz o amontoado de carne parecer feito de algo com qualidade contestável. Apesar dos por menores e da utilização de um corte perigoso, o hambúrguer da casa era bom, na verdade, muito bom, com volume satisfatório que conseguia mesmo numa picanha manter a carne suculenta. Envolvendo o conjunto um pão apenas ok devidamente temperado numa pasta de azeitonas (infelizmente) verdes. Se de um lado a combinação adicionava ao conjunto certo excesso de sódio, algo que inicialmente poderia parecer um ponto negativo, doutro ele selava o pão contra qualquer líquido excessivo da carne, impedindo que este transformasse sua bolacha inferior em algo desagradável de ser degustado, além é claro de temperar a picanha de maneira tal a conseguir fazer com que esta casasse bem com os demais ingredientes do sanduíche. Para completar um queijo azul forte como o gorgonzola, que se acumulava em alguns pontos do sanduíche prejudicando certas mordidas, e finas folhas de rúcula e fatias de tomate completamente apagados. Para acompanhar o Bordeaux escolhemos as ótimas batatinhas rústicas e um molho barbecue que, nada diferente do usual, conseguia acompanhar de forma mais que satisfatória a refeição, sem fazer qualquer desfeita ao sanduíche.

New Zealand (pão australiano, cheddar, hambúrguer misto de boi e bacon no shoyu, cebola caramelizada, ovo frito, cebola roxa, tomate): 2/5

New Zealand (pão australiano, cheddar, hambúrguer misto de boi e bacon no shoyu, cebola caramelizada, ovo frito, cebola roxa, tomate)

O pão adocicado combinava muito com o aspecto salgado dessa opção, e o queijo cheddar bem cremoso era nada menos que uma completa perdição. Tal queijo estava em grande quantidade, temperando cada mordida de forma forte mas não enjoativa, sendo ainda pareado a um excelente ovo frito que, sempre bem vindo num sanduba, adicionava outra textura muito particular, além de um tempero salgadinho e agradável. Se o mix de ingredientes (mais que batidos) aqui eram bons, o hambúrguer tropeçava justamente em sua carne que, muito inferior à anterior, puxava toda a experiência pra baixo. Seu hambúrguer estava mal moído, fibroso e duro em certas partes, deixando algumas mordidas muito desagradáveis e alguns pedaços complicados até para os mais trogloditas. Para completar, sua opção de misturar dois tipos de carne era falha, uma vez que cada uma das opções ali existentes tem temperaturas e tempos distintos de preparo, tornando o todo parcialmente mal feito e esturricado. Uma ideia que funciona bem no papel mas não tão bem na prática, provavelmente quebrando a boa expectativa de vários clientes. Para acompanhar aqui optamos pelas chips caseiras, que eram um verdadeiro amor, super fresquinhas, bem crocantes e finíssimas, dando certa classe e muita leveza ao conjunto, além de seu molho Jack Daniel’s, que forte e bem justo a seu nome, faz qualquer um ponderar se aquele pequeno potinho já não seria o bastante para ser acusado numa blitz da lei seca.

Brownie com sorvete de chocolate e menta: 4/5

Brownie com sorvete de chocolate e menta

UAU! Que surpresa boa! A sobremesa que nos foi recomendada beirava a perfeição, com um bolo delicioso, bem quentinho, crocante e com um chocolate forte porém nada enjoativo. Sua crostinha mais firme era maravilhosa, enquanto o cerne quente e mais cremosinho completava de maneira ideal as texturas. Para completar uma de duas opções, um sorvete de creme padrão ou o arrojado chocolate com menta, que além de surpreendente adicionava certa inusitada refrescância ao conjunto. Uma sobremesa perfeita para se fechar a noite com um ótimo gostinho de quero mais.

Custo Beneficio: 3/5

Os sandubas ficavam em torno dos R$25, sendo bem grandes e acompanhados de fritas, compondo uma boa refeição. Ainda assim a casa com um posicionamento gourmet não exatamente firmado deixa abertura para se questionar um pouco sua precificação ousada, que apesar de não exagerada, se coloca imediatamente no mesmo patamar das casas mais famosas da cidade.

Dicas:

Nossa dica fica com o brownie e com as batatas artesanais! Belas surpresas para completar a noite de maneira alegre.

post and review by Eduardo Boaventura & Path Tôrres
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s