Hermengarda – RW 2014, 1ª edição

Nesse atribulado ano de 2014, começamos em março com um de nossos festivais favoritos da gastronomia nacional – e internacional, o Restaurant Week. Nessa primeira edição temos 61 restaurantes participantes, entre os tradicionais do festival e outros recentemente abertos que quiseram mostrar a cara com o menu especial. Portanto, entre 10 e 30 de março (sendo a primeira semana exclusiva para clientes Mastercard Black e Platinum) teremos opções de menu degustação para almoço e jantar, com entrada, prato principal e sobremesa, tudo no preço único de R$37,90 para a opção diurna e R$49,90 para a noturna. O tema dessa edição é Sabores do Brasil, por isso itens como queijo e goiabada, carne seca, mandioca e feijoada são bem recorrentes. Como vocês já sabem, fazemos um estilo de postagem mais compacta durante eventos como esse, e postaremos assim que visitarmos as casas. Caso queiram sugerir algum estabelecimento, deixem um comentário, postem no Facebook do ONDEcomo, ou mandem um e-mail para ondecomo@gmail.com, citando o nome do local e qual menu (almoço ou jantar) vocês gostariam que fosse avaliado.

NOTA GERAL: 3.2/5

Menu JANTAR

Sobre o Hermengarda:

Localizado em uma parte bem reservada e prioritariamente residencial do bairro do Carmo, a casa é uma das belas delícias da cidade, graças ao seu ambiente super charmoso e à sua delicada gastronomia criativa, que usa e abusa de seu ambiente de casa da vovó para criar algo verdadeiramente memorável. Já visitamos a casa várias vezes, e nossas impressões podem ser conferidas clicando aqui.

Gastronomia:

Para o week, aproveitando o tema Sabores do Brasil, o Hermengarda não perdeu tempo, mergulhando de cabeça em ingredientes tão clássicos de nossa comida, como o sempre bom queijo, linguiças e mandioca, uma combinação que por si só já é perfeitamente capaz de fazer qualquer pessoa salivar de prazer.

Entradas:

Terrine de queijo e ervas com vinagrete de pimenta rosa: 4/5

Terrine de queijo e ervas com vinagrete de pimenta rosa

O terrine muito bem acompanhado de um mix de folhas era verdadeiramente saboroso, com uma quantidade marcante de gorgonzola que sobrepujava todos os demais sabores. Quase de forma curiosa, a conserva de pimenta rosa superava as expectativas (que geralmente são de massacrar qualquer outro ingrediente a ela assimilado) e apenas completava o queijo de forma precisa, sem se tornar enjoativa ou exagerada. Para finalizar o prato, um par de torradinhas de paladar ideal e volume longe de satisfatório. A entrada que poderia se tornar um delírio pecava justamente na quantidade de um bem tão simples, o pão, não conseguindo criar uma proporção boa entres os ingredientes de forma que, ao final, tudo aquilo proposto pela casa fosse consumido. O resultado então eram variados pratos de diferentes mesas voltando para a cozinha ainda com consideráveis porções de seu saboroso queijo, uma verdadeira pena.

Salada de frango com molho de mostarda, estragão e figos: 3/5

Salada de frango com molho de mostarda, estragão e figos

Uma saladinha gostosa mas ordinária, sendo basicamente uma campanha de folhas, frango e azeite. Frango que, por sua vez, mesmo acompanhado da mostarda não tinha um sabor marcante, sumindo em meio ao conjunto graças à sua ínfima quantidade e inexpressivo paladar. O destaque então recaía apenas sobre o filho único, aquele mínimo pedacinho de figo sobre o todo, que funcionaria como um excelente adocicado, quebrando toda a monotonia até então exibida.

Pratos principais:

Ravióli de linguiça e erva doce ao molho de queijo da Canastra: 4/5

Ravióli de linguiça e erva doce ao molho de queijo da Canastra

O bom ravioli foi servido em ponto ideal, com sabor forte de carne e um pouco daquilo que acreditamos serem raspas de limão, agregando um toque cítrico interessante e quebrando qualquer sensação mais gordurosa da combinação de queijo e linguiça. Com bastante de um molho de queijo que beirava o limite entre o enjoativo, o ignorável e o saboroso, o prato mantinha um resultado estranhamente eficaz, conseguindo certo destaque a partir de uma inusitada combinação de ingredientes e apenas não se tornando superior pela inexistência de algo para quebrar a continuidade de suas garfadas. O resultado então era uma boa massa, que praticamente implorava um acompanhamento exoticamente divertido como uma conserva de cogumelos. Ah sim, vale destacar que o prato era realmente pequeno, deixando aquela sensação de “cadê o resto” ao final.

Picanha de sol ao molho madeira com mandioca gratinada e farinha de malagueta: 2/5

Picanha de sol ao molho madeira com mandioca gratinada e farinha de malagueta

Um prato gostoso, porém primordialmente mal executado que praticamente gritava por um preparo menos descuidado. Ainda que houvesse na combinação um acompanhamento completamente destemperado, missão aqui cumprida com louvor pela mandioca gratinada, a casa jamais deveria esperar que a ausência de sabor de uma de suas partes milagrosamente se harmonizasse com o exagero salgado doutra. Montado a partir de uma carne exageradamente salgada, o conjunto se tornava quase uma tortura de se degustar. Ainda que seus clientes combinassem grandes porções da massa sem sabor gratinada ao lado, o resultado continuava desagradável, restando apenas aquele constante questionamento do porquê um restaurante geralmente tão bom não optou pelo pelo caminho longo, dessalgando corretamente a picanha para aí sim medir e temperar adequadamente a mandioca. No mais seu molho era bom, e sua farofa de malagueta surpreendentemente bem posicionada, criando um sabor jamais ignorado no meio de um duelo de exageros.

Sobremesa:

Mousse de chocolate: 3/5

Mousse de chocolate

Uma sobremesa simples, boa e política. Com uma textura agradável, densa e aerada, e um sabor forte de chocolate o simpático copinho cumpria (e apenas cumpria) com as expectativas. Para decorar a simplicidade do todo uma linda flor de chantilly e um morango, que eventualmente quebravam qualquer possível monotonia criada pela sobremesa.

Dicas:

O Hermengarda é um restaurante incrível, com sabores muito delicados e pratos muito bem pensados. Geralmente a casa oferece um desempenho estupendo dentro destes festivais, se tornando uma excelente ocasião para provar aquilo que ela oferece de melhor sem gastar muito. É então com pesar que concluímos que, justamente neste ano, o menu se manteve apenas na média, com algumas pontinhas soltas e sabores não tão ousados.

post and review by Eduardo Boaventura e Path Tôrres

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s