Texas Burger

NOTA GERAL: 3.6/5

Rua Halley, 777 – Santa Lúcia  Belo Horizonte – MG | Tel: (31) 2535-2555

Localização e Ambiente: 4/5

Essa foi mais uma hamburgueria que encontramos graças ao Chefsclub. Fica localizada em um bairro bastante residencial, o Santa Lúcia, em uma área que vem sendo transformada em um centro comercial aberto, com várias lojas em volta de uma pracinha movimentada.  O Texas está mais escondido, em uma galeria recuada que, para nossa alegria, tem um amontoado de vagas frontais. Seu ambiente é super agradável, com uma área externa (compartilhada pelas lojas vizinhas) e uma área interna bem comprida, com algumas mesas posicionadas em frente a um longo sofá. Nos fundos, uma parede com pinturas muuuito simpáticas, que parecem giz (graças à cor branca no fundo escuro) que incentivam os clientes a tirarem fotos, mostrando inclusive o Instagram da casa, numa “sutil” sugestão de mídia espontânea. A decoração, seguindo bem a defesa texana, é bem sustentada pela enorme cabeça de gado na porta, e, lá dentro, fica óbvia nos crânios de boi, nos quadros bem humorados, bandeiras, mapas e espingardas, contaminando tudo com o estilo do estado mais red neck dos EUA. A iluminação é ótima, a acústica é boa (assim como a música) e o espaço confortável é excelente para saídas em grupo.

Atendimento: 5/5

Nosso garçom era praticamente um amigo. Simpaticíssimo, ele não poupava nas indicações e sempre privilegiava os itens de seu gosto pessoal, deixando isso bem claro: “isso é o que eu gosto pessoal, mas tudo é uma delícia”. Seguimos várias de suas indicações e experimentamos várias das opções mais diferentes da casa, buscando conhecer um pouco de tudo que era oferecido. Os outros garçons também eram super educados, e estavam sempre rodando pela casa para atender a todas as solicitações. Sua comunicação com a cozinha era ótima, e os pratos e entradas vieram no tempo ideal, deixando a noite agradável e muito bem servida.

Gastronomia: 2.6/5

Como já dissemos, o lugar é focado em burgers de todo o tipo. São várias opções com carne de boi, de frango, de porco e até mesmo vegetarianas, para agradar a todos. Para acompanhamento, as batatinhas artesanais são o padrão, porém pode-se optar por nuggets ou onion rings. Não faríamos isso no seu lugar, pois as batatinhas são completamente mágicas! Sim, os bastõezinhos eram cozidos até quase dissolverem para daí serem fritos e temperados. Um verdadeiro cuidado que imediatamente criava uma agradável e sempre bem vinda diferença do padrão congelado que vemos atualmente.

Vale comentar que no menu também encontramos várias porções, ideais para dividir antes do burger, ou mesmo para manter a noite regada à cerveja e petiscos. Para beber, além da loira, temos milkshakes (companheiros oficiais dos burgers) e algumas interessantes opções de sobremesa.

Entrada:

Linguiça com fritas: 3/5

Linguiça com fritas

Essa foi uma das sugestões do garçom, que, com uma boa história para cada uma de suas indicações, basicamente admitiu ter sido esse o prato que o fez acreditar na hamburgueria. Numa quantidade bastante interessante, a porção vinha com deliciosas fritas (as artesanais que citamos), super macias e com a casquinha crocante, fritas corretamente e feitas na medida. A linguiça era saborosa, mas podia ser encapsulada com mais cuidado evitando algumas cartilagens realmente infelizes. A vantagem dessa era o sabor bem salgadinho e a fritura correta, mantendo a carne sequinha e o exterior crocante. O que sentimos falta aqui era de algum molho artesanal que acompanhasse o conjunto, algo como um barbecue apimentado que poderia ajudar a remover um pouco da sensação seca de todo o prato, provavelmente o elevando significativamente.

Burgers:

Dallas (pão com gergelim, hambúrguer bovino, cebola crocante, bacon, queijo cheddar, barbecue, maionese, alface e tomate): 3/5

Dallas

O primeiro burger já surpreendeu na montagem e no tamanho! O belo Dallas era formado por um pão bem gostoso, uma carne boa (talvez alta até demais, dificultando na hora de comer) e um queijo cheddar até interessante. A qualidade sintética do queijo agregava pouco nos sabores, mas até ajudava o sanduíche a ganhar uma textura mais aveludada. O problema aqui se formava perante a demasia de carne, que acabava deixando todo o volume de cheddar ínfimo, problema que também se passava para as cebolas empanadas, que crocantes e bem feitas também mereciam mais destaque dentro do todo. Por fim, seu bacon meio duro não conseguia criar aquela sensação de amor que esperávamos do conjunto, tornando o sanduíche apenas uma ótima ideia, que pecava justamente pelo exagero em sua execução. Ah, para acompanhar, as maravilhosas batatinhas artesanais eram sem sombra de dúvidas a grande felicidade do prato. Hiper crocantes, grandinhas e macias, elas traziam um gostinho de infância perfeito para acompanhar qualquer sanduba.

Houston (pão com gergelim, hambúrguer bovino, ovo, bacon, queijo cheddar, molho barbecue, maionese, cebola roxa, alface e tomate): 3/5

Houston

O segundo burger que pedimos era quase que uma versão brasileira do primeiro, já que este era basicamente o mesmo sanduíche substituindo a cebola crocante por um ovo frito. Então, reproduzindo e resumindo a história do Dallas: o pão estava bom, a carne era boa porém grande demais, o cheddar era ok, porém sua textura era ótima, e o bacon havia passado um pouco do ponto (ou envelhecido) e endurecido demais, deixando as mordidas menos prazerosas. O ovo servido pela casa demonstrava maestria em seu preparo, se encontrando num excelente ponto e maravilhoso formato, além de um gostinho extra de carne provavelmente provindo da chapa de seu preparo. A única coisa que sentimos falta foi novamente uma melhor harmonia entre as quantidades referentes aos ingredientes, onde o excesso de carne massacrava as sutilezas do restante do sanduíche.

Pasta (pão de macarrão empanado, hambúrguer bovino 200g, queijo cheddar, bacon e maionese): 2/5

Pasta

O Pasta foi uma novidade para nós, algo que não havíamos ainda provado em uma hamburgueria e que ficamos curiosos para conhecer. A diferença dele para os outros não é um ingrediente qualquer, é a substituição do pão superior por um empanado de macarrão! Isso mesmo, o que vocês vêem na foto não é outra carne, é um empanadão de massa! O que eles fizeram foi unir uma massa clássica italiana com um ovo, para depois empanadar e fritar. Diferente dos demais sanduíches do estabelecimento, os tropeços aqui são ainda mais gritantes, uma vez que a escolha do macarrão italiano padrão definitivamente não era das melhores ideias, perdendo a oportunidade de incrementar o conjunto com algum sabor extra, ou até mesmo um toque exagerado de MSG (isso mesmo miojo, estamos de olho em você) que provavelmente iria até evoluir curiosamente o resultado final do conjunto, combinando de forma linda com a peça de carne igualmente potente. O restante dos ingredientes somente trazia mais do mesmo: mesmo cheddar, mesma carne (ainda em tamanho exagerado) e mesmo bacon. A maionese vinha tão tímida que era massacrada pelos outros sabores, trazendo somente um molhadinho interessante. As batatinhas, como sempre, puro amor.

Sobremesa:

Waffles com creme de avelã e sorvete: 2/5

Waffles com creme de avelã e sorvete

A sobremesa que escolhemos foram os tentadores Waffles. A promessa da massa acompanhada de creme de avelã era incrível, porém a experiência já era outra coisa. O waffle parecia MUITO (só para não afirmar que era) com o exemplar congelado da Forno de Minas, ou seja, um quebra galho nada espetacular. Seu sorvete aparentava ser artesanal, porém de confecção não tão incrível assim, retendo muitos pedaços de gelo e, consequentemente, formando uma textura granulada infeliz. Para nossa felicidade, a porção avantajada de Nutella marcava bastante o sabor do prato, forçando-o em uma direção positiva e escondendo vagamente seus defeitos. Ainda assim um prato com muita margem para a melhoria.

Custo Beneficio: 4/5

Ótimo! O preço dos burgers varia de R$20 a R$30, e, como são muito bem servidos, só eles podem dar conta do recado. Para uma entradinha e sobremesa compartilhada, o ticket médio fica em R$40 (sem bebidas), suuuper justo (com até 40% off então, nem se fala!).

AQUI TEM CHEFS CLUB, que deixa a conta bem mais gostosa.

chefs club

Dicas:

As porções são gostosas, os burgers também, mas o que mata mesmo são as batatinhas incríveis que acompanham. A dica é chamar a galera para sair depois do trabalho, escolher o burger que mais combina com você, e se jogar nas batatinhas. Para acompanhar, um milkshake é sempre uma boa pedida, mas vale conferir como anda o sorvete da casa no dia. 🙂

post and review by Eduardo Boaventura & Path Aun Tôrres
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s