68 La Pizzeria – RW 2016, 1ª edição

NOTA DO JANTAR: 4.5/5

Sobre o 68:

A já clássica pizzaria tem um ambiente maravilhoso, aconchegante, fresco e, na medida do possível, requintado. Essa é a cara do 68. Um lugar confortável, para a família, para amigos e até mesmo para um encontro a dois. O espaço ao lado do Minas Tênis Clube I tem vários ambientes, uma varandinha externa super agradável (que contém inclusive um espaço kids), um espaço interno com sofás, poltroninhas, um bar e um longo balcão; uma sala no andar debaixo com uma longa mesa para eventos e outro ambiente externo, chamado de espaço Veuve Clicquot, ideal para festinhas mais descontraídas. O atendimento é primoroso e os garçons estão sempre atentos, com postura excelente e recomendações pontuais. Confira as impressões de outra oportunidade, clicando aqui.

Gastronomia:

A pizzaria e trattoria trouxe ao Week um pouquinho de cada especialidade. Trouxe à mesa brusquetas, piedinas, pizzas, massas e sobremesas tão especiais que não dá nem pra comentar. Normalmente, seu cardápio fica bem nessa vibe italiana, com opções variadas de almoço e de jantar que vão além dos deliciosos discos de amor.

Entradas:

Piedina bouquet garni: piedina com ervas finas, alecrim, tomilho e sal grosso: 4/5

Piedina bouquet garni piedina com ervas finas, alecrim, tomilho e sal grosso

Nossa! Ficamos espantados com o tamanho dessa entrada. Normalmente, o Week serve itens bem individuais, mas nesse caso levou à mesa sua entrada tradicional de massa de pizza sem reduzir a porção. Então, a cestinha que servia até um par de casais acabou sendo um exagero para apenas uma pessoa, mas sejamos justos, o prato se encontrava tão bem executado que era difícil parar de comer. Sua massa era excelente, com uma quantidade boa de queijo e alecrim. Estava bem fininha, adquirindo um ótimo gradiente de texturas onde suas bordas se encontravam mais crocantes que seu cerne. Quentinha e maravilhosa, uma entrada para apresentar muito bem a casa e lembrar que não é a toa que esta leva pizzaria no nome.

Bruschetta clássica: ciabatta tostada com  tomates em cubos, manjericão, alho fresco e azeite: 5/5

bruschetta clássica ciabatta tostada com tomates em cubos, manjericão, alho fresco e azeite

Indo pro lado mais italiano e menos pizzaria da casa, a segunda opção era uma brusqueta deliciosa. Com boas proporções, a avantajada fatia de pão jamais poderia disputar com nossa outra opção de entrada, mas de forma alguma decepcionava. A clássica entrada ítalo-brasileira vinha com tomates cortados em cubinhos bem pequenos, em um ponto perfeito, temperados com manjericão, alho e azeite. A combinação era muito boa, clássica e eficiente, feita com um pão fresco e fenomenal, levemente aquecido e sobreposto dum recheio refrigerado incrivelmente bem temperado e bem pontuado.

Pratos principais:

Brasileiríssima: molho de tomate pellati, carne de sol desfiada, mozzarela especial, cebola refogada no azeite, azeitona preta azapa, catupiry e orégano: 5/5

Brasileiríssima molho de tomate pellati, carne de sol desfiada, mozzarela especial, cebola refogada no azeite, azeitona preta azapa, catupiry e orégano

Novamente nos espantamos com o tamanho “singelo” do prato, que poderia servir dois que tivessem comido a piedina no começo. A pizza, que provavelmente pode ser considerada a melhor pizza da casa, era uma combinação amineirada de carne seca e catupiry, pontuada com excelentes azeitonas pretas e finas fatias de cebola muito bem feitas e macias. Um conjunto maravilhoso de boas proporções, que tinha como base uma massa maravilhosa e quantidades perfeitas de seu saboroso molho de tomates e recheios.

Penne ao ragu de lingüiça toscana, trifolatti de champion ao molho de vinho: 3/5

Penne ao ragu de lingüiça toscana, trifolatti de champion ao molho de vinho

Feito a partir de um penne agradável, no ponto ideal, o prato tinha tempero agradabilíssimo e cheiro estonteante. Se existe aqui algum problema, ele jamais poderia ser atribuído à qualidade individual dos ingredientes do prato, mas sim às suas combinações. O que podemos então dizer dos cogumelos, que bem preparados ajudavam ao conjunto positivamente e adicionavam uma textura gelatinosa ao todo, ou das linguiças que, gostosas e levemente picantes, eram grosseiramente dichavadas, adicionando um ponto rústico ao conjunto, ou quem sabe do bom molho branco que, suave, unia os demais ingredientes do prato? É simples, nada. Eles se combinavam bem, mas pediam algo fora da caixa, talvez uma porção extra de vinho, ou alguma outra bebida mais marcante.

Sobremesas:

Tiramisu: base de biscoito, envolvida no café , mascarpone finalizada com cacau em pó: 5/5

Tiramisu base de biscoito,envolvida no café , mascarpone finalizada com cacau em pó

Nossa, com esse menu nossas expectativas já estavam lá no alto pela sobremesa. E mesmo assim foram superadas. O tiramisu era maravilhoso, com sabor sutil e controlado, mantendo na medida seu toque de chocolate e café, que unidos à textura aveludada do creme de queijo se tornavam algo simplesmente fantástico. Um excelente exemplar da sobremesa que imediatamente nos lembrava dos clássicos doces italianos que frequentemente combinam sabores adocicados com amargos.

Semifreddo: fatia de bolo italiano cremoso, tipo sorvete, base de chocolate e chantily: 5/5

Semifreddo fatia de bolo italiano cremoso, tipo sorvete, base de chocolate e chantily

INACREDITÁVEL. É isso. Chegar até aqui e ver que a última sobremesa também era maravilhosa foi nada menos que surpreendente. O semifreddo era lindo, mas era muito mais do que isso. Sua textura era incrível, nada como aquela sensação do sorvete congelado que descongelou e congelou de novo, ou aquele aguado pouco convincente de uma mousse derretendo. A sobremesa era suave, derretia na boca e apenas na boca, era geladinha, mas não a ponto de congelar o cérebro. Uma combinação simplesmente surpreendente com paladar de chocolate marcante tanto do amargo como do branco, contrapondo-se maravilhosamente bem. Ah sim, as quantidades eram excelentes, a harmonia era de deixar qualquer um boquiaberto e tudo fazia você querer mais. Difícil, viu?

Dicas:

Gente! É pra ontem! Por favor corram antes que o Week acabe e vocês certamente se arrependam!

post and review by Eduardo Boaventura e Path Aun Tôrres

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s