Saatore – RW 2016, 1ª edição

NOTA JANTAR: 2.4/5

Sobre o Saatore:

O Saatore também é um restaurante de hotel, sendo o segundo que visitamos nesse Week (juntamente com o Drummond). A diferença é que já conhecíamos a casa, amada pela sua adorável decoração com luzes pendendo do teto e pratos que formam uma parede de venezianas. Seu atendimento, que já viu dias melhores, continua agradavelmente cordial, simpático e educado, faltando apenas aquele conhecimento do cardápio, que agregaria bastante no momento de explicar um pouco sobre o festival ou sobre o menu tradicional.

Gastronomia:

Como é clássico dos restaurantes de hotel, a casa também apresenta um menu super variado, contemplando vários nuances da culinária internacional sem perder aquele pezinho na Itália.

Entradas:

Couvert (pães, pasta de queijo, manteiga): 3/5

Couvert (pães, pasta de queijo, manteiga)

Lembra que falamos de couvert? Pois é, não era brincadeira. A entrada era simples, provavelmente simples demais. Esqueçam o padrão mínimo geralmente atribuído ao prato, com pães variados pareados de boas pastas artesanais. Nosso exemplar aqui se encontrava mais para o clássico dos clássicos da família brasileira, o pão com manteiga (uma combinação adorável, mas algo que não se espera como chute inicial de um menu degustação). Para completar o levantar de sobrancelhas, o pão escolhido era o simplíssimo exemplar de sal. Acompanhando, uma misturinha descrita como “pasta de queijo”, que nada mais era que uma manteiga temperada, e uma manteiga normal. O resultado? Bem, definitivamente faltava criatividade, ou ao menos um maior esforço da casa para começarmos com um legítimo pé direito.

Carpaccio napolitano com molho de tomate seco, azeitonas e queijos: 2/5

Carpaccio napolitano com molho de tomate seco, azeitonas e queijos

Hum, apesar de visualmente horroroso, o carpaccio da casa era feito de uma fina carne agradável. Seu tropeço ficava justamente por conta de seus acompanhamentos (ou pela falta deles): como o molho carregado nos tomates e no óleo (que fazia o todo bem enjoativo), passando para as azeitonas (que acreditamos serem alcaparras), que salgavam o conjunto exageradamente. Para completar as fatias de carne, bem, nada, nenhum pão ou torradinha, deixando nossas não tão belas fatias de carne como a máxima da andorinha sozinha: não fazendo o verão.

Pratos principais:

Vitelo cozido na cebola ao vinho branco servido com pene ao próprio molho: 2/5

Vitelo cozido na cebola ao vinho branco servido com pene ao próprio molho

Como falamos e vamos repetir: cadê a criatividade nesse menu? O primeiro prato que provamos era um macarrão com carne. Poderia ser maravilhoso, mas realmente não saía das expectativas que tínhamos. A carne era com certeza um destaque, super macia, muito bem temperada e acompanhada de um molho incrível. Era certamente a melhor coisa do prato, já que o penne (ó céus) estava completamente fora do ponto e com gosto de industrializado – daqueles não muito elaborados – simplesmente não conseguindo chegar lá. Enfim, um prato legal de se comer no jantar que você faz em casa, mas nada surpreendente para figurar no Week.

Linguado ao molho de alcaparras e champion com arroz de páprica: 3/5

Linguado ao molho de alcaparras e champion com arroz de páprica

O melhor prato que pedimos era uma combinação muito acertada de linguado, molho e arroz. Seu peixe, num ponto perfeito, super macio, bem feito e com uma leve casquinha por fora, alegrava qualquer um com um mínimo de fome, enquanto o molho em destaque era nada menos que impressionante, com uma seleção de legumes e temperos merecedora de palmas. Para fechar, um arrozinho justo, temperado com açafrão e ervilhas, combinando muitíssimo bem com tudo.

Lasanha de bacalhau: 2/5

Lasanha de bacalhau

Com bastante bacalhau e molho (como vocês podem ver no destaque explícito acima), a lasanha mais parecia uma desajeitada sopa. Bom, o que dizer então do prato? Certamente que o exagero de molho branco e a negligência do vermelho acabavam perturbando o equilíbrio, perdendo a bela oportunidade de conquistar aquela harmonia que tanto buscamos em nossas massas. O resultado então era aquela pulga atrás da orelha, na qual podemos imaginar que sua versão à bolonhesa, onde a carne já é acrescida ao molho de tomates, funcionaria melhor que o puro bacalhau abandonado. Ainda assim, vale o destaque para o molho branco da casa, que era simplesmente ótimo.

Sobremesas:

Cheesecake: 4/5

Cheesecake

Muitos menus são consertados por um acerto na sobremesa. Esse é um ótimo exemplo. O cheesecake era nada menos que maravilhoso, com textura correta, sabor sutil de queijo e volume perfeito da presente goiabada. E vale o destaque especial para a massa de biscoitos, sequinha e muito crocante, completando maravilhosamente seu recheio suave e acrescendo aquela textura extra que nos enche a boca só de pensar. Que boa parte do menu! 🙂

Tiramisu: 1/5

Tiramisu

Vish, quando achamos que o Cheesecake ia elevar a média do almoço, apareceu esse Tiramisu. Não tinha como defendê-lo: era ruim, seu sabor era ácido, sua montagem era falha e, para piorar, toda essa decoração de (teórico) cacau em pó que vocês vêem na foto, pois bem, era na verdade canela! O que dizer do prato além de que sinceramente esperamos que a confusão entre canela e cacau tenha sido um simples acidente, e não uma intencional troca?

Dicas:

A dica fica por conta de fazer boas escolhas enquanto se monta seu menu, permitindo na medida do possível uma boa experiência na casa. O linguado era excelente e o cheesecake também estava entre os melhores exemplares que provamos, portanto, fica a dica.

post and review by Eduardo Boaventura e Path Aun Tôrres

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s