Trindade – RW 2016, 2ª edição

NOTA DO JANTAR: 3.7/5

Sobre o Trindade:

Essa gracinha de restaurante sempre nos encanta com suas nuances nacionais e  receitas contemporâneas, trazendo à mesa várias vezes um mineiro bem sofisticado e muito, mas muito bem executado. Seu ambiente é uma simpatia, assim como seu igualmente alegre atendimento. Já falamos do Trindade outras vezes e vocês podem ler mais aqui.

Gastronomia:

Como falamos, é uma mistura do mundo com o Brasil, com destaque para Minas Gerais. Para o Week, a casa sempre tenta manter alguns clássicos no menu, como os dadinhos de tapioca, enquanto adiciona um ar novo aqui e ali.

Entradas:

Dadinho de tapioca, com queijo canastra e geléia de pimenta biquinho defumada da casa: 5/5

dadinho-tapioca

O clássico da casa é bem gostoso, simples e eficiente. Sua porção era ótima para um, e seu sabor suave, com sutil gosto de queijo era de lamber a ponta dos dedos. Para completar a alegria, a iguaria se encontrava num ponto excelente, com aquela casquinha por fora e o centro ainda cremoso. Nossa única infelicidade era a quantidade de geleia que, apesar de deliciosa, acabava se mostrando muito pouca para as pequenas mordidinhas.

Coxinha de festa de rabada, com catupiry: 5/5

coxinha-rabada

Na verdade não era “coxinha com catupiry” como estamos acostumados a comer. Seria melhor chamar de coxinha sobre catupiry, ou no catupiry, já que não havia do queijo nem na massa e nem no recheio. Uma pena. De qualquer forma, ouso dizer que sua rabada era simplesmente uma das melhores que já  comemos na vida, ridiculamente bem temperada e de textura leve e gostosa, cada bolinha explodia na boca criando um imediato sorriso. Ah sim, e não vamos nos esquecer de falar do principal responsável de tal explosão, sua massa extremamente fina e crocante que realçava ainda mais o gosto avassaladoramente maravilhoso da carne.

Tulipinha de frango orgânico, com mel e mostarda: 4/5

tulipinha

A tulipinha, que é um clássico petisco de boteco (nos mais antigos, ela era o carro chefe!), vinha servida na mesma pedra em que vieram os dadinhos e também as coxinhas. Sua simpática apresentação ia de encontro com seu paladar. Cada pedacinho de carne se encontrava muito sequinho, sem qualquer gosto exagerado de gordura, vacilando apenas entre a carne ainda suculenta e a pele da ave bastante crocante. Ah, como de praxe até então, elas também vinham sobre um molhinho (aqui de mostarda e mel) que ajudava a segurar as unidades em seus respectivos lugares, assim como temperava bem o conjunto. Uma pena que tal tática resultava numa pequena quantidade de molho para cada mordidinha. 😦

Steak Tartare, (de filet mignon, mostarda dijon, alcaparrinhas, acompanha chips de batata doce): 2/5

tartar

A opção mais fit era esse steak tartare, um clássico francês, bem forte e em boa quantidade. O que podemos dizer aqui é que o exemplar simplesmente não era tão gostoso quanto as outras entradas, com uma carne servida morna demais, sem sabor, e acompanhada de temperos fracos e perfeitamente esquecíveis, transformando o prato em tudo que o restaurante não é. Para completar, aqui a escolha de louça atrapalhava o serviço e a degustação, deixando apenas para o ótimo chips de batata doce levantar um pouco a decepção daqueles que optaram por essa entrada.

Pratos principais:

Costelão gaucho, batata doce e béarnaise de chimarrão: 3/5

steak

Passando para os pratos, começamos provando uma carne muito boa, porém fina em demasia, e com muito desperdício de prato, o que reduzia ainda mais seu tamanho já inexpressivo. O acompanhamento de cubinhos de batata doce era ótimo, com um gostinho de queimado que casava muitíssimo bem com a carne! Para completar, um molho de chimarrão perigoso, uma vez que seu sabor era forte demais e acabava sobrejulgando todos os demais paladares do prato quando minimamente dosado além da conta.

X da Roça (hamburguer de Angus, queijo de leite crú de origem Funilândia/MG, servido no pão artesanal de sal, molhos de mel e mostarda, pimenta biquinho defumada da casa e tártaro): 3/5

x-da-roca

O micro hambúrguer (pequeno mesmo, viu gente, não se enganem pela foto) do Trindade que já havia ganhado nossos corações durante um festival de burgers continuava sendo bom, mas faltava algo. Sua carne era apenas ok, se encontrando extremamente suculenta mas com pouquíssimo gosto de carne, o que por si só já era uma verdadeira tristeza. Para acompanhar, um queijo em baixa quantidade também com pouco gosto. O destaque aqui ficava por conta do amável pão de brioche (e não de sal como prometido) que era simplesmente fenomenal, mas que jamais conseguiria salvar todos os vacilantes ingredientes principais. Ao lado de tudo um potinho do molho de pimenta biquinho defumada muito bom (o mesmo dos dadinhos da entrada), que com seu toque defumado sutil amenizava aquele poder fortíssimo da biquinho que poderia acabar se tornando enjoativo.

Sobremesa:

Taça Curral Del Rey (sorvete de creme, farofa de especiarias, banana e doce de leite Viçosa): 4/5

banana

Uma sobremesa (que não era uma taça, para  começo de história) bem simples, mas muito gostosinha. O sorvetinho era ok, servido num ponto perfeito (nem geladíssimo nem mole demais), a bananinha era bem simples, sem qualquer trato, mas no ponto ideal, e finalmente seu doce de leite clássico era bem gostoso, combinando muito bem com os outros elementos (aliás, poderia haver mais doce de leite também, né). Como na alimentação a beleza está nos detalhes, não podemos nos esquecer de comentar sobre esse soberbo crocantinho feito a partir dum biscoito salgado de canela grosseiramente triturado! Um verdadeiro amor.

Dicas:

O menu do Week sempre vale a pena aqui, mas sabem o que vale mais a pena ainda? Simplesmente ir lá e aproveitar uma das melhores casas de BH.

post and review by Eduardo Boaventura e Path Aun Tôrres

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s