Hermengarda – RW 2016, 2ª edição

NOTA DO JANTAR: 3.5/5

Sobre o Hermengarda:

O Hermengarda é carta marcada no nosso baralho. Um contemporâneo delicioso, criativo, sempre impecável nas execuções e inovador nas combinações. O Week é sempre uma oportunidade magnífica de provar um menu degustação estupendo por menos de 55 reais, então não dá pra não vir correndo. Já falando daqui trocentas vezes, e você pode clicar aqui para ler mais coisitas.

Gastronomia:

Para o Week, a casa gosta de trazer novidades (normalmente combinações que ela está colocando ou irá colocar no cardápio, para ver a aceitação do público). Ainda assim, tenta manter uma mistura de ousado e clássico nos menus, para nunca desagradar.

Entradas:

Cogumelos de Paris recheados com linguiça defumada: 3/5

cogumelos

Os não tão grandes cogumelos eram bonitos e bem gostosos. Sua simplicidade aqui brilhava, sendo cada um deles individualmente recheados com a linguiça – que pessoalmente acreditamos poderia ser ainda mais defumada – e então decorados com uma fina camadinha de queijo. A combinação do fungo com a carne é um excelente clássico, e os legumes levemente cozidos e cortados em julienne incrementavam a textura do prato dando algo para se morder. O único problema aqui era a ausência de algo, algum detalhe marcante, algum sabor inusitado que mesclasse bem essa transição abrupta demais entre as duas partes do prato.

Salada de tomatinhos uva com sorbet de tangerina com gengibre: 3/5

sorvete

Essa linda saladinha infelizmente prometia muito e acabava entregando o básico. A saladinha em si, feita a base de alho poró e tomatinhos era ok. A escolha do fruto era ótima, e sua combinação com o super caramelisado vegetal era igualmente vitoriosa, mas sua temperatura amena e, novamente, sua falta de alguma coisa para arredondar as mordidas distanciavam o prato do sorvete super refrescante e explosivo, tornando o conjunto algo muito mais visual do que sensorial.

Pratos principais:

Salmão em crosta de gergelim ao molho de espinafre e agrião com palmito pupunha: 3/5

peixe

Um prato também bonito, mas com algumas pontinhas soltas. Seu salmão era gostoso, fora do ponto como quase todos os pratos de pescado com crosta servidos na capital mineira, mas ainda assim gostoso. Completando o peixe uma crosta deliciosa, forte, presente e muito bem ponderada com o creme de espinafre excelente servido. Nosso problema aqui, no entanto, era justamente o palmito que, apesar de combinar bastante com os demais membros do prato, se encontrava num ponto terrivelmente duro, fibroso e decepcionante.

Penne ao trio de cogumelos: 4/5

penne

Novamente uma boa massa, sem muitos destaques, mas também fora do ponto. Para completar o simpático penne, um creme de cogumelos excelente, com muita fartura e pedaços grandes bem interessantes, especialmente porque este não se recostava – como muitos – no excesso de creme de leite, conseguindo manter seu sabor forte e presente em cada uma das mordidas. Era quase uma pena a massa não estar lá, especialmente num prato simples leve e saboroso como esse.

Sobremesas:

Trio: goiabada, jabuticaba e doce de leite: 3/5

queijos

Os vários combinadinhos ao estilo Romeu e Julieta eram gostosos, porém, uns menos que outros. Como podemos dizer, sua geleia de jabuticaba era ok, muito sem textura e combinada com a fatia de queijo não curado mais sem graça da trinca, nos fazendo ponderar da sua real necessidade ali, e do porquê de não servir apenas uma dupla de doces. Bom, tristezas de lado, sequimos para a parte mais formidável do prato, um requeijão cremoso bem salgado pareado com uma bem servida bolota de goiabada docinha, uma verdadeira delícia num equilíbrio lindão de sabores. Para finalizar e alegrar aqueles com o dentinho mais doce, nossa sempre ótima combinação de doce de leite com canastra meia cura (aí sim!) sensacional, trazendo minas no prato e sorriso no rosto!

Mousse de chocolate com calda de laranja e pralinés: 5/5

mousse

Que simplicidade e que mousse! O prato que mais nos fez lembrar da razão de existir do Hermengarda era feito à base de um creme de chocolates muito bom, combinado então com uma calda de laranja de se comer de joelhos e um punhadinho de pralinês que, ah… só poderiam gerar verdadeiras saudades. ❤

PS: Tivemos um probleminha com a câmera nesse dia, então pedimos desculpas pelas fotos não estarem tão legais. 😦

Dicas:

Vá! No Week? Sim. Fora do Week? Sim. O Hermengarda é parada obrigatória para quem ama gastronomia e ama experimentar. #ficadica

post and review by Eduardo Boaventura e Path Aun Tôrres

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s