Novidade: Tinto!

Para recomeçar nosso fofíssimo (quanta modéstia) blog, queríamos trazer para você, que ama comer fora como nós, uma boa novidade na cidade (até rimou).

E encontramos uma que vocês com certeza vão amar: um bar de vinhos com a mesma direção do nosso amado Olga Nur. Se você já leu algo nosso sobre o Olga, deve se lembrar que nos referimos a ele como “melhor atendimento de Belo Horizonte”. E é claro que esse novo restô não poderia ter uma educação diferente, tendo o Olga como mãe.

Nos próximos parágrafos, portanto, vamos te apresentar o guia de uma noite perfeita no Tinto! Com esse nome bastante sugestivo (e instigante), o restaurante abriu suas portas na última quarta-feira (isso mesmo, 25 de abril de 2018!) se instalando próximo aos dois outros do grupo (Olga e Tizé), na parte fechada da Rua Tomás Gonzaga.

Sua ambientação é simples e agradável, com um espaço interno grande e aberto. De um lado podemos ver o bar, onde avistamos Felipe Brasil fazendo alguns de seus drinks (claro que muitos deles à base de vinho desta vez), enquanto na rua algumas mesas e dois parklets formam um cantinho super agradável e descoberto, iluminado por agradáveis lâmpadas pendentes.

 

A fachada, pintada em um vermelho-vinho (por que será?), sustenta um letreiro em neon onde lê-se somente “tinto” em simpáticas minúsculas.

A ideia é ser um bar à vin, com uma carta enxuta e bem selecionada de petiscos, pratos e sobremesas repleto de opções super interessantes e variadas, com felizes pontos de congruência em relação ao menu do Olga. Começamos com essa linda taça de vinho branco da região do Alentejo em Portugal.

O vinho era suave e estava numa boa temperatura, ainda que um pouquinho mais refrigerado que o ideal. Dava vontade de parar por aí e continuar somente nessa maravilha dourada, mas o “sofrido” dever nos chamava, quem sabe na próxima? 😉

Para acompanhar a iguaria portuguesa a dica é atacar os peixes da casa com o muito bem bolado Tartare de Salmão com Aioli e Crostini! Uma excelente combinação de salmão, batatas e uma maionese de alho bastante temperada.

Vale falar que o preço das taças atualmente está em R$10 para os vinhos branco, rosé e tinto e R$12 para o espumante. Uma pechincha, né?

Daí em diante e seguindo o belo ritmo da noite fomos surpreendidos pelas selvagens empanadas da casa, servidas de acordo com a saída das fornadas (e não acreditem muito nessa foto, a tacinha de branco está ali só para criar uma composição, garçom, traz pra gente o próximo por favor!).

Vamos dizer somente que vocês têm que provar essas empanadas! Tipo, agora! A massa é delicada, crocantinha nas pontas e bem fininha no centro, saborosa e o recheio… NOSSA! Era quase a clássica carne argentina (só que sem batata) com pimentões, cebolas e muito amor. Para fechar, chimichurri (levemente) picante da casa. E olha que custam somente R$8 cada!

Continuando nosso roteiro, você pode (e deve) provar a taça de vinho rosé, afinal de contas porque não criar uma evolução de vinhos ao longo da noite? Durante nossa visita o oferecido era um espanhol bastante interessante, mas o tradicional da casa, como explicado pela equipe, será um charmoso uruguaio que acreditamos ser o pareamento perfeito para as empanadas acima citadas.

Por fim, é claro, mergulhem de boca no amado vinho tinto da casa, para fechar com chave de ouro a evolução e provar tudo que há de melhor na casa, enquanto se desfruta do ventinho da varanda e quem sabe de um prato a base de carne, ou até mesmo outra empanada, apesar de que somos suspeitos de indicá-las já que o arrependimento de não termos pedido mais dessas gostosuras está batendo até hoje!

Ah, claro, e quanto estiver quase acabando a noite e a última taça de tinto, que tal uma pedida extra: o Cheesecake Tinto!

Ele pode não estar em seu momento mais fotogênico, mas com certeza foi uma linda forma de encerrar nossa visita. Seu creme branco era adocicado e aveludado, posto sobre uma geleia com sabor mais marcante e finalizado com uma bola de sorvete de vinho tinto (sim, você leu corretamente!) que era um verdadeiro perigo.

 

O sabor do vinho no sorvete causa estranhamento no início, afinal, não é doce como se espera de um sorvete, mas tem as notas que a bebida nos traz. Mas a combinação dos 3 itens é arrebatadora, deixando esse finalzinho de noite ainda mais feliz.

Quer saber mais? Então corra lá, coloque nosso roteiro em prática e nos conte o que achou! 😉

TINTO BH

Rua Tomás Gonzaga, 578 – Lourdes (clique para ver o mapa e traçar uma rota)

Terça a sexta das 17 às 0h | Sábados, domingos (e provavelmente feriados) de 12 às 0h

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: