Nonna Carmela

Desde o começo dessa semana, o Restaurant Week tomou conta da cidade e os belo-horizontinos já podem degustar os melhores estabelecimentos por um preço super justo: R$37,90 no almoço e R$49,90 no jantar! Esse valor é válido para o menu degustação criado especialmente para o festival, composto por uma entrada, um prato principal e uma sobremesa. Curtiu? Pois nós curtimos muito! Então, aproveite para conhecer casas novas e voltar às casas mais tradicionais da cidade para provar esse menu super exclusivo!

Quem nos segue já sabe que há alguns anos o Week se tornou temático, o que, conforme citado pelo simpaticíssimo Fernando Reis, organizador do evento no Brasil, serviu para incentivar a criatividade no desenvolvimento dos cardápios. Ainda assim, não é uma obrigatoriedade aderir ao tema, então os chefs podem ficar a vontade para brincar com os ingredientes que quiserem. Nessa edição, que já é a 10ª, o tema é Gastronomia Saudável, e preza pela priorização de ingredientes frescos e naturais em composições leves, juntando sabor e saúde em um mesmo menu. Interessante, não? E bastante alinhado com a vibe atual dos brasileiros.

Para finalizar, o Week arrecada R$1 por refeição para doar para o Hospital da Baleia, trazendo a esse festival um motivo ainda mais nobre.

Vamos então, aproveite a temporada para curtir o Week em BH, de 16/03 a 05/04! E não se esqueça de conferir o ONDEcomo regularmente para ver nossa cobertura do evento! Faremos, como é de costume, posts mais curtos e mais frequentes para levar aos nossos leitores uma boa noção do que está rolando no festival! Ah, e claro, sugestões são suuuper bem vindas! Comente nos posts, aqui, noFacebook (/ondecomo), Instagram (@ondecomo) ou mesmo nos mande um e-mail no ondecomo@gmail.com! Nos vemos no Week! 🙂

NOTA GERAL: 3.2/5

Menu JANTAR

Sobre a Nonna Carmela:

O Nonna é a sala de jantar da casinha da vovó, localizada na pontinha do Lourdes, onde conhecemos uma confort food deliciosa, super caseira (lógico) e muuuito bem executada. Já visitamos a casa diversas vezes (aproveitando o fato de que aceitamChefs Club fora do menu do Week) e a impressão que temos é de um espaço muito aconchegante, familiar e com um cardápio cheio de opções acertadas. Para conferir nossas impressões mais completas sobre atendimento, localização e ambiente, cliqueaqui.

Gastronomia:

O menu da casa agrupa várias opções dentro da culinária italiana, dentre massas, risotos e suas combinações com as mais variadas carnes e saladas. Para o week a casa foi de brusqueta, massas, cuscuz e inclusive uma montagem de sobremesa tripla, mostrando um pouquinho de cada sabor para finalizar o jantar.

Entradas:

Trio di bruschette: minibrusquetas de tomate, funghi trifolati e carne-seca: 4/5

Trio di bruschette - minibrusquetas de tomate, funghi trifolati e carne-seca

O trio que trazia um pouquinho de cada sabor para a mesa estava bem saboroso, em um tamanho excelente para uma entrada individual. Começamos pela opção da esquerda, uma mistura de carne seca e queijo, super saborosa e com uma textura molhadinha interessante, aliviando nosso trauma de tornar-se um conjunto por demais ressecado. A opção clássica de tomates, manjericão e, para finalizar, um toque de queijo, vinha logo em seguida. Também de boa textura, com pão seco e recheio sutilmente molhado, a pequena brusqueta abarrotada de tomates bem frescos e um toque de azeite ideal era ótima, de tempero presente e nível de sódio quase exagerado. Por último, a opção de funghi, com cogumelos em demasia, deixando o exemplar um pouquinho cansativo e de sabor constante dos cogumelos, perdendo qualquer oportunidade de abertura ao pão que, aqui, servia apenas como uma base crocante para não sujarmos as mãos.

Mini cannelloni trifolati: massa branca recheada com creme de cogumelos trifolati e gratinado com molho branco: 3/5

Mini cannelloni trifolati - massa branca recheada com creme de cogumelos trifolati e gratinado com molho branco

A segunda opção de entrada era também um trio, porém trazendo 3 exemplares iguais de uma massa recheada de cogumelos. Como no recheio que provamos no trio de brusquetas, o funghi era saboroso e bem preparado, porém assim como lá sua quantidade fazia com que a massa e o molho tivessem uma voz sutil demais dentro do prato. Ainda assim sua massa era deliciosa e seu molho igualmente tentador, aveluado e muito saboroso. Por fim, uma entradinha simples e eficiente que sinceramente poderia ter algo a mais, mas provavelmente assim ela não seria somente uma entradinha, e mais um prato principal.

Pratos principais:

Conchiglioni farcite: conchiglioni Santa Amália recheado com frango servido com molho branco: 4/5

Conchiglioni farcite - conchiglioni Santa Amália recheado com frango servido com molho branco

Montando um prato visualmente arrebatador as grandes conchas vinham bem recheadas, bastante temperadas no mesmo molho branco das entradas e maravilhosamente acompanhadas de uma pincelada de pesto que não só compunha o prato no visual, mas que também o deixava bem mais saboroso e fresco. Para as massas, ingrediente principal da peça, seu recheio de frango aparentava ser na verdade uma mistura deste com peito de peru, tendo paladar forte da carne rosada. A realidade aqui era das duas uma: ou a casa misturou dentro de seu frango algumas fatias de peito de peru trituradas, dando aquele gostinho a mais tão conhecido da iguaria, ou ela se utilizou de alguma marca de frango congelado e pré-preparado, que leva em seus ingredientes algum tempero/sal de cura que atribui aquele mesmo sabor ao famoso peito de peru. Ainda assim, e intrigante paladar a parte, o prato era uma excelente opção, com massa em ponto ideal, recheio em demasia e uma finalização gratinada muito interessante para o jogo de texturas.

Cubetti di agnello con cuscuz della Nonna: cubos de cordeiro no molho com minibatatas e minicebolas acompanhados de cuscuz da Nonna: 3/5

Cubetti di agnello con cuscuz della Nonna - cubos de cordeiro no molho com minibatatas e minicebolas acompanhados de cuscuz da Nonna

O prato que fugia do padrão da casa era muito gostoso e na medida do possível, bem apresentado. Se seus paladares eram bons e bem equilibrados, bastava algumas mordidas para uma surpresa relativamente exagerada: seu molho tinha focos fortíssimos daquele sabor que todos com uma infância doce se lembram, a bala delicado de cor azul, ou para os que ainda não fizeram a correlação: anis. O toque que em quase todo o prato era sutil e bem vindo dava eventuais chutes exagerados do tempero, dominando aquelas garfadas premiadas e prejudicando um pouco as sensações dos sabores reais ali dispostas. A carne de cordeiro, servida bem desfiada, era apenas ok, e o cuscuz estava um pouco molhado demais para acompanhar uma carne também acompanhada de molho. No final, um prato com sabores interessantes e com relativa abertura para algumas melhorias.

Sobremesas:

Trio speciale: miniporções de brownie, tiramisù e panna cotta: 3/5

Trio speciale - miniporções de brownie, tiramisù e panna cotta

A apresentação super simpática trazia 3 sobremesas muito clássicas, talvez nem todas italianas, mas ainda assim de conhecimento e adoração bem generalizadas no Brasil. Começando pelo tiramissù, a sobremesa era boa, mas seu gosto de café era por demais minimalista. Sua textura bastante interessante e macia dava a peça que praticamente só rendia uma mordida um ótimo ar de uma versão de algum tiramisù bolado para se comer com a mão. Passamos então para a pannacota, simples e deliciosa, que se mostrou como o melhor item do prato, graças à sua textura fantástica, sabor afiado de baunilha e excelente combinação com o morango (esse último talvez, apenas talvez, doce demais). Por fim e para nossa infelicidade, o brownie, que vinha a ser – contra nossas expectativas – o ponto mais baixo da sobremesa. O exemplar nada mais era que um bolo de chocolate duro e seco com uma calda de chocolate rala sobre ele, exatamente isso, nada de maravilhosas sementes, nada de agradáveis gotas de chocolate ou textura de nuvem, apenas um duro bolinho quase queimado.

Sorbet de margarita com abacaxi grelhado: 2/5

Sorbet de margarita com abacaxi grelhado

A sobremesa que parecia por demais interessante acabava por se tornar boba e simplista demais. Feita de dois ingredientes únicos, um sorvete de emoções mistas com um toque cítrico bastante forte e uma versão grelhada de abacaxi, este um pouco duro e com gosto de açúcar demais – nada daquele elegante paladar que a fruta adquire quando ela mesmo é caramelizada -, a sobremesa era apenas ok, resultando num prato sem graça unicamente sustentado pela brincadeira cítrico x doce.

Dicas:

Somos fãs do Nonna, por isso nos fere dizer que o Week não foi tudo que esperávamos. Ainda assim, é uma ótima oportunidade de conhecer a casa e os pratos que foram criados para a ocasião, e para aqueles que ainda não conhecem a casa, bem, seu menu normal continua a todo vapor e as massas presentes na carta tradicional da casa são praticamente todas fenomenais.

post and review by Eduardo Boaventura e Path Aun Tôrres

Anúncios